O Botafogo aproveitou o ambiente do Nilton Santos e venceu o Vasco por 1 a 0 ontem, pelo Campeonato Brasileiro. As vitórias em casa já são rotina para o Alvinegro, que bateu Bahia, Fortaleza e o Cruz-maltino atuando em seus domínios pela competição.

Com 12 pontos conquistados na competição, a equipe visita o CSA e recebe o Grêmio antes da parada para a Copa América. Satisfeito com o desempenho da equipe, o técnico Eduardo Barroca prevê um salto de qualidade após a pausa para a competição continental. Mas vencer fora de seus domínios também é uma missão, visto que a equipe perdeu para São Paulo e Goiás longe de sua casa.

“Precisamos pontuar o máximo até a Copa América para desenvolver um nível de qualidade maior. O que posso falar é que estou extremamente satisfeito. O grupo tem dado soluções”, disse.

Além de ser um mandante exemplar, o Bota vem contando com um fôlego extra para vencer partidas na etapa final, algo que aconteceu contra Fluminense, Fortaleza, Sol de América e Vasco.

O lateral Gilson destacou o preparo físico em dia do elenco, mas listou outros fatores que têm sido determinantes para que o Alvinegro se sobreponha aos adversários no momento de declínio físico dos jogos.

“Tem a parte física, mas são alguns outros fatores: a concentração e o controle emocional”, constatou.

O comandante acrescentou outros ingredientes nesta lista. Para ele, o principal é que a equipe mantém a sua identidade durante 90 minutos. Ele ressaltou, no entanto, a necessidade de “sofrer menos”.

“Precisamos trazer mais vantagens pro intervalo”.

No domingo, a equipe visita o CSA, 19h, no Rei Pelé.

Fonte: UOL