A Rádio Botafogo Oficial realizou sua primeira entrevista exclusiva de 2016 com o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira. Tendo um objetivo distinto de seu primeiro ano no comando do Glorioso, o mandatário não fugiu das perguntas e falou sobre os temas mais comentados em relação ao Glorioso, como o local em que a equipe mandará os jogos no Campeonato Carioca, a polêmica cota de TV, sócio-torcedor, patrocínios e também sobre os reforços confirmados. Carlos Eduardo Pereira também falou sobre o Estádio Nilton Santos, e explicou a situação veiculada na imprensa sobre os problemas em relação as contas de água e luz do Estádio. Confira a entrevista na íntegra, abaixo.

ESTÁDIO NILTON SANTOS

“A questão do estádio Nilton Santos vem desde o início da nossa gestão, em que já recebemos o estádio em obras e assim ele permaneceu durante todo o ano de 2015, inclusive com  grave limitação na capacidade de público. Essa questão de corte de energia e água decorre de atraso dos pagamentos, mas decorre do fato em que o consórcio que realizou as obras em nome da prefeitura realizou muitas despesas de água e luz, e o Botafogo apresentou a prefeitura, pedido a prefeitura, de reembolso, dois dos quais referentes ao mês de abril e maio (2015), que não foram pagos. Com isso, cria uma dificuldade complementar ao Botafogo, uma vez que as despesas continuaram ocorrendo. Nesse momento eu não tenho exatamente o montante da dívida, mas o consórcio chegou a utilizar um caminhão pipa e um gerador para atender as suas necessidades na parte final do trabalho e temos que apurar, fazer uma conta de chegada. Com a prefeitura é muito complicada, a prefeitura é uma negociadora dura, complexa, não tem sido parceira e nem compreendido as dificuldades que o Botafogo tem sofrido, e em relação a CEDAE, esperamos que algum representante da prefeitura vá até lá assumir suas partes dos valores que estão em aberto, para que posteriormente, ambas as partes possam fazer seu pagamento ou algum tipo parcelamento. O Estádio Nilton Santos só esperamos ter de volta em 2017 e não contamos com ele nem para Campeonato Carioca, nem para Campeonato Brasileiro”.

CASA DO BOTAFOGO NO CARIOCA

“Com relação aos jogos do Campeonato Carioca, ainda existem algumas dúvidas. Mas a princípio, desejamos realizar os nossos jogos contra times de menor investimento no estádio de Caio Martins, com capacidade para cerca de cinco mil pessoas e para os clássicos, estamos em busca de alternativas, e uma delas é o Estádio de Juiz de Fora. Mas não estou tomando isso como garantia absoluta, uma vez que existem outras alternativas em análise. Porém, se tiver que indicar um favorito, seria esse estádio e Juiz de Fora, e para os jogos de menor investimento, o estádio de Caio Martins”.

Fonte: Rádio BotafogoOficial