O Botafogo vive grande momento no ano. Nos últimos seis jogos, o Alvinegro venceu cinco e conquistou classificações na Copa do Brasil e Sul-Americana. A fase, no entanto, era muito ruim antes desse período justamente por conta do acumulo de tropeços diante de times pequenos no Carioca. Neste sábado, às 19h, o Alvinegro visita o Volta Redonda, no Raulino de Oliveira, para dar novo rumo à equipe na Taça Rio.

O início de temporada do time foi muito ruim. Com péssimos resultados, o Botafogo acabou eliminado precocemente da Taça Guanabara. A inesperada crise ocorreu logo nos primeiros dias de trabalho e deixou o clima pesado em um momento importante da temporada.

É que além do estadual, o Botafogo tinha pela frente decisivos jogos de mata-mata pela Copa do Brasil e Copa Sul-Amerincana. Com histórico complicado em ambas as competições, o Alvinegro ligou o sinal de alerta em várias frentes. Primeiro que o clube sonha com títulos. Além disso, cada fase disputada rende uma boa grande.

Foi justamente nesse momento que o Botafogo cresceu e mostrou sua força. A primeira vitória veio contra o Boavista na rodada final da Taça Guanabara, quando o Botafogo já estava eliminado. Em seguida, o desafio era um dos líderes do Campeonato Argentino: Defensa Y Justicia.

O que parecia ser uma dura missão virou um passeio. Duas vitórias do Botafogo, no Rio de Janeiro, e em Buenos Aires. Além da Copa Sul-Americana, o Alvinegro também despachou Campinense-PB e Cuiabá-MT na Copa do Brasil – afastando de vez velhos fantasmas que incomodavam os torcedores.

Teoricamente o Botafogo terá desafios mais fáceis pela frente num futuro próximo já que volta a encarar times do Campeonato Carioca. Apenas teoricamente. Isso porque o Alvinegro está remediado e não tem o interesse de cair em nova arapuca.

“Tivemos problemas no início, foi uma decepção grande. Fizemos uma cobrança muito grande em cima dos atletas e em cima do nosso trabalho. Mas na convicção que estávamos trabalhando certo. Começou o mata-mata e os jogadores entenderam a responsabilidade de jogar essas competições”, disse Zé Ricardo ao Sportv.

Com apenas um ponto na Taça Rio, o Botafogo precisa de vitórias para se classificar para a semifinal do segundo turno. O maior problema, no entanto, é a fase decisiva geral da competição que somará todos os pontos disputados. Com a má fase, o Alvinegro se vê em situação bastante delicada.

VOLTA REDONDA X BOTAFOGO

Data e hora: 02/03/2019, sábado, às 19h (horário de Brasília)
Local: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Árbitro: Philip George Bennet
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Andrea Izaura Maffra Marcelino de Sá

Volta Redonda
Douglas Borges; Luis Gustavo, Daniel, Heitor e Luiz Paulo; Bruno Barra, Bileu, Marcelo, Douglas Lima e Wandinho; João Carlos
Técnico: Toninho Andrade

Botafogo
Gatito ; Marcinho, Marcelo, Gabriel e Jonathan; Jean (Bochecha), Alex Santana (Cícero) e Valencia; Erik, Rodrigo Pimpão e Kieza
Técnico: Zé Ricardo

Fonte: UOL