Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Botafogo não vence em casa desde outubro e início de 2021 será decisivo

11 comentários

Compartilhe

Engenhão Niltão Nilton Santos Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Restam apenas dois dias para o fim de 2020, porém para o futebol brasileiro a temporada só termina em fevereiro. Até lá, apesar da ausência da torcida nos estádios, o Brasileirão promete ser recheado de emoção. Após mais uma troca no comando técnico, o Botafogo conquistou apenas uma vitória em dezembro e segue dois meses sem vencer em casa, no Z4 da competição. Com isso, o início de 2021 será decisivo para o futuro do futebol Alvinegro.

Com o atual desempenho, a equipe de General Severiano tem 91% de chance de ser rebaixada pela terceira vez em sua história, de acordo com os números do estudo feito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Só uma sequência de vitórias nesses onze jogos que faltam podem salvar o time da estrela solitária.

Para qualquer equipe subir na classificação, é necessário manter a regularidade em casa, algo que o time não tem conseguido. Só em dezembro foram duas derrotas sob seus domínios diante de Flamengo e Corinthians. Com 23 pontos em 27 partidas, a equipe tem 28% de aproveitamento e não vence no Nilton Santos pelo Brasileirão desde o dia 7 de outubro, quando derrotou o Palmeiras ainda sob o comando do técnico Bruno Lazaroni.

Em janeiro, os comandados de Eduardo Barroca terão pela frente seis partidas. Apenas duas delas serão no estádio Nilton Santos diante de Athletico-PR e Atlético Goianiense, adversários diretos na luta contra o rebaixamento. Contudo, dois dos duelos fora de casa serão no Rio de Janeiro, já que o time entrará em campo para disputar dois clássicos contra Vasco, em São Januário, e Fluminense, no Maracanã.

Além deles, o Botafogo visitará Santos e Palmeiras, na Vila Belmiro e no Allianz Parque. Duas equipes semifinalistas da atual edição da Copa Libertadores e que lutam por uma vaga no G6. Tudo isso sem a presença do japonês Honda, que pediu para deixar o clube antes do término do campeonato, alegando querer ficar mais próximo da família.

Apesar de todos os problemas, o treinador Eduardo Barroca terá uma semana, em meio à virada para 2021, para tentar corrigir os erros da derrota contra o Corinthians e apresentar novidades diante do Furacão. Ele terá um pouco mais de tempo não só para recuperar seus atletas fisicamente, como trabalhar o lado psicológico do grupo, que precisa, urgentemente, reagir.

– Eu não estou me permitindo pensar em dois jogos, estou pensando jogo a jogo. Agora o foco total é em cima no Athletico-PR, na recuperação física dos jogadores e trabalho da comissão de pegar o jogo com o Corinthians como referência, ver o que deu certo e o que não deu para treinar e melhorar. Entendo que o campeonato vai ser definido no final, temos que entregar nosso melhor a cada jogo e pontuar para sair o mais rápido dessa zona. A gente precisa cobrar internamente para entregar um jogo melhor contra o Athletico-PR – disse o técnico.

Em janeiro também a nova diretoria assume o comando do Alvinegro por meio da gestão do presidente eleito Durcesio Mello. Diante da indefinição da Botafogo S/A e da grave crise financeira que o clube apresenta, um rebaixamento pode representar uma queda brusca na receita alvinegra para 2021, trazendo um impacto direto nos cofres do clube.

Fonte: Terra

Comentários