Elkeson, hoje Ai Kesen (nome novo após se naturalizar chinês), deixou saudades no Botafogo, com boas atuações em 2011 e 2012. Hoje centroavante do Guanghzou Evergrande, ele se mantém próximo ao clube.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo | Cupom de 10% de desconto

O ex-presidente Carlos Augusto Montenegro revelou ter certa proximidade com o jogador de 30 anos e já ter tido conversas sobre o Botafogo.

– Elkeson é um jogador que sempre gostei muito. Está vivendo na China, mas a mãe do filho dele mora no Brasil e o filho do Elkeson estuda com a minha netinha. Minha nora e meu filho ficaram muito amigos da família. Elkeson ficou aqui um período na quarentena, de vez em quando nos falamos. Está muito bem, ganhando muita grana, é rei lá na China, com contrato acho que até o fim do ano que vem. Já falei com ele, quando ele tiver grana suficiente, muito dinheiro, e quiser voltar para o Brasil e jogar no Botafogo, vai ter sempre lugar para ele – afirmou Montenegro, em live com os jornalistas Fabiano Bandeira e Carlos Eduardo Sangenetto (colunista do FogãoNET).

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

A única ressalva que Montenegro fez é que no futuro o poder de decisão não deverá estar com ele.

– Posso falar isso hoje. Amanhã, quando tiver gestão profissional e S/A, o máximo que posso fazer é levar como sugestão, mas quem vão resolver são eles. Vão passar a ser donos do clube, do orçamento e da gestão. Se pudesse vir hoje o Elkeson viria, mas como não vem hoje vamos ter que ver na época, como ele está, qual o projeto de vida, como está a S/A. Hoje em dia é um dos grandes ídolos da China. Tem muito carinho pelo Botafogo, e é recíproco – completou.

Fonte: Redação FogãoNET e Canal do Fabiano Bandeira