– Vimos que 2019 já começa com decisões e temos que tomar muito cuidado. O ano pode ser resumir no mês de fevereiro.

Assim salientou Rodrigo Pimpão, em entrevista exclusiva ao LANCE!, ainda durante a pré-temporada. Agora, nos derradeiros dias de fevereiro, o Botafogo pode olhar para trás e enxergar uma evolução e sensação de dever cumprido. Já se olhar para frente, verá que o próximo desafio, diante do Cuiabá-MT, nesta quarta, às 21h30 (de Brasília), será a oportunidade de encerrar o “mês dos sonhos”, mesmo diante dos embaraços. O L! transmite a partida em real real.

O Botafogo está há cinco jogos sem perder, em três torneios diferentes. A Copa do Brasil esteve no calendário neste ínterim, com o Campinense como derrotado na primeira fase. A equipe de Zé Ricardo venceu pela Taça Guanabara, quando já estava eliminada, e avançou na Sul-Americana.

Embora a fase seja positiva e o time esteja em viés de alta, Leo Valencia fez questão de destacar o equilíbrio que se espera nesta quarta, tendo em vista que o Cuiabá também está em um bom momento e invicto no ano – em sete jogos, os líderes do Mato-Grossense venceram seis e empataram uma vez.

– Nesse tipo de jogo, ninguém é favorito. Estamos em casa, quarta-feira é um jogo muito importante – comentou o chileno, de volta e recuperado de lesão, completando a respeito do fator mata-mata

– Para a gente, não muda nada. Graças a Deus, conseguimos cinco jogos sem perder. Temos que seguir evoluindo, ganhando os jogos. E mata-mata é diferente. Temos que seguir evoluindo, cientes da obrigação de avançar em cada copa. Estamos muito conscientes de que precisamos ser campeões e brigar por títulos – emendou Valencia.

A sequência de invencibilidade do Botafogo se deu início justamente no primeiro jogo de fevereiro, no dia 3, contra o Boavista. Agora, contra o Cuiabá, para encerrar o último duelo do mês e folhear o calendário com a vaga à terceira fase no bolso, o Alvinegro terá que vencer o Dourado, uma vez que qualquer empate leva a decisão aos pênaltis.

Fonte: Terra