Após a vitória sobre o Goiás, o Botafogo deveria viver dias tranquilos. Nada disso aconteceu. É que o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro causou polêmica depois de ter áudios vazados com críticas ao atual elenco. Contra o Palmeiras, neste sábado, às 21h, no Pacaembu, o Alvinegro terá a primeira oportunidade de voltar a campo.

A partida desperta o interesse dos botafoguenses por vários motivos. Além de encarar um dos principais times do Brasil e ter a oportunidade de dar sequência à reação na competição, os torcedores estão curiosos para saber qual será a reação do elenco às críticas recebidas de maneira inusitada.

Vale lembrar que o time ainda será comandado pelo interino Bruno Lazaroni, que teve nome citado no áudio vazado por Montenegro, figura com prestígio no clube. Segundo a fala do ex-presidente, ele teria feito avaliação ruim de Rodrigo Pimpão. “Ele falou: ‘Fraquíssimo, é um jogador que não deveria estar no Botafogo. Por exemplo, vem mal nos últimos 70 jogos, entrou no último jogo e não fez nada'”, revelou Montenegro.

Lazaroni, então, teve que se reunir com o elenco no treinamento da última quinta-feira (10), dia em que os áudios foram vazados. O interino/auxiliar técnico se justificou negando ter dito aquelas palavras ao ex-presidente e que, na verdade, defendeu os atletas de algumas críticas. Após a explicação chegou até mesmo a dizer que pediria demissão se o grupo não acreditasse nele. Os atletas deram moral ao profissional e entenderam a situação.

“Claro que eles não ficaram satisfeitos com isso tudo. Mas eles deram uma demonstração ainda maior de união, de unidade. Um sentiu a dor do outro. Isso vai servir ainda mais para blindar o nosso grupo. O principal é atingir nossos objetivos. Agora é pensar no Palmeiras e na sequência da competição”, disse Bruno Lazaroni.

Evidentemente que nenhum jogador gostou do conteúdo dos áudios, que fizeram críticas diretas a Pimpão, Leo Valência e Gatito e ainda pediu uma reformulação geral para 2020. Internamente, os jogadores se fecharam ainda mais. Tanto que a o restante da quinta-feira foi de mensagens de força ao experiente atacante.

No olho do furacão, Rodrigo Pimpão será um dos sete desfalques do Botafogo. Ele, Marcelo, Cícero e Diego Souza receberam o terceiro cartão amarelo e cumprem suspensão automática. Marcinho e Gatito Fernández foram convocados para as seleções brasileira e paraguaia. Já Alex Santana ainda não se recuperou de lesão no tornozelo.

FICHA TÉCNICA
Palmeiras x Botafogo

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 12 de outubro de 2019 (sábado)
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS)
VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Palmeiras: Jailson (Fernando Prass); Marcos Rocha, Luan, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Thiago Santos (Matheus Fernandes), Bruno Henrique e Gustavo Scarpa (Lucas Lima); Dudu, Carlos Eduardo (Zé Rafael) e Borja (Deyverson ou Henrique Dourado). Técnico: Mano Menezes

Botafogo: Diego Cavalieri; Fernando, Carli, Gabriel e Gilson; Alan Santos, João Paulo e Bochecha; Luiz Fernando, Leo Valência e Victor Rangel (Vinicius Tanque). Técnico: Bruno Lazaroni (interino)

Fonte: UOL