O Botafogo carimbou a sua classificação para a Copa Libertadores da América de 2017 apenas na última rodada do Campeonato Brasileiro, na vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio (RS), na Arena, em Porto Alegre (RS), que fez com que o Alvinegro terminasse o torneio na quinta colocação.

O autor do gol foi o volante Bruno Silva que não foi decisivo apenas para a classificação ao torneio continental. Nas últimas quatro vitórias do Fogão, o jogador marcou três gols – contra Figueirense (SC) e Atlético (MG) -, mesmo sendo um jogador de defesa. Bruno comemorou a eficiência do ataque alvinegro na reta final da equipe.

– Minha função inicial é marcar. Mas, desde o começo do ano, o Ricardo Gomes me deu essa liberdade de chegar na área como elemento surpres e também em bolas paradas. Isso teve continuidade com o Jair Ventura e fico muito feliz que ajudei o Botafogo não apenas na minha função, que é defender, mas também atacando – falou.

Além disso, Bruno Silva conseguiu igualar sua melhor marca de gols – cinco, ao todo -, que conquistou em 2015, quando defendeu Chapecoense (SC) e Ponte Preta (SP). O volante comemorou o feito, ainda mais por terem sido gols decisivos.

– A cada ano, venho mantendo uma boa média de gols para um volante. Fiz quatro em 2014, cinco ano passado e também esse ano. É sempre muito bom fazer gols. E o que mais me deixou contente, foi o fato de terem sido gols importantes, que ajudaram nosso sonho de ir à Libertadores virar realidade – concluiu.

Fonte: FutRio