O Botafogo iniciou a temporada apenas com Brenner à disposição para ser o camisa 9 da equipe. Após muita reclamação da torcida, a diretoria foi às compras e fechou com mais dois jogadores para a posição. Kieza e, em alguns dias, Aguirre deixarão o setor como um dos mais concorridos do Alvinegro.

Brenner iniciou a temporada isolado. Único centroavante do time, parecia acomodado e não rendeu o esperado. Tanto que a torcida reclamava a cada jogo da necessidade de um novo jogador da posição.

Kieza foi contratado e não demorou para roubar a titularidade. Ele teve boa sequência e marcou gols importantes, mas uma lesão muscular o afastou do time na reta final do Campeonato Carioca, dando nova oportunidade a Brenner.

Dessa vez, o ex-jogador de Juventude e Internacional não desperdiçou. Foi peça fundamental para o Botafogo chegar ao título carioca e mudar de status na temporada. Nem mesmo a volta de Kieza fez com que Brenner voltasse para o banco de reservas. Foi premiado por Alberto Valentim e segue no time principal.

A concorrência que já está bem acirrada ficará ainda maior nos próximos dias. Isso porque Rodrigo Aguirre está em fase final de recondicionamento físico após se recuperar de cirurgia no joelho e tem estreia prevista para a terceira rodada do Brasileiro, contra o Grêmio, no Nilton Santos.

A dúvida é como Aguirre será utilizado por Alberto Valentim. Além de atuar como camisa 9, o uruguaio pode jogar mais recuado e aberto por um dos flancos. Nesse caso, ele poderia ganhar a vaga de Léo Valência, por exemplo, que tem sido muito questionado nos últimos jogos.

Vale lembrar que Luiz Fernando, que também está em fase final de recuperação de uma contusão no tornozelo, também pode atuar como camisa 9. Boa notícia para o Botafogo, que vê o elenco encorpar para a temporada.

Fonte: UOL