​Ao conquistar pela 21ª vez o Campeonato Carioca, o Botafogo avançou até a final da competição em uma campanha de tentativa e erro. O Alvinegro foi o time que mais trocou passes (também o que mais errou) e o que mais tentou o gol neste Estadual. Segundo o Footstats, o Alvinegro tentou mais de 6 mil toques, com um acerto de 91%, e finalizou mais de 200 vezes.

Estas são algumas estatísticas do Estadual, que foi dominado pelos quatro grandes do estado. Classificados para as fases finais do torneio, Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco dominaram também nos números, tanto com performances coletivas como individuais.

Os líderes do Carioca

Pedro (Fluminense)​ Artilheiro: sete gols​
​Henrique (Vasco) ​Garçom: quatro assistências
​Igor Rabello (Botafogo) ​Passes certos: 643
​Brenner (Botafogo) ​Chutes certos: 13
​Cuéllar (Flamengo) ​Cão de guarda: 31 desarmes

Por exemplo, o Vasco, que ficou com o vice-campeonato, foi a equipe que mais fez e mais levou gols, com 28 e 23, respectivamente. O Flamengo, com 258 desarmes, foi quem mais roubou bola, enquanto o Fluminense, com 250 faltas, foi o mais desleal. Voltando ao campeão, o Bota abusou do chuveirinho, com 477 cruzamentos e só 110 certos.

Individualmente, alguns nomes tiveram destaque positivo, como Igor Rabello, com mais de 600 passes certos, Pedro, com sete gols e a artilharia da competição e Cuéllar, o maior ladrão de bolas do torneio, com 31 desarmes. Por outro lado, Martín Silva foi o goleiro mais vazado com Carioca, com 16 gols, Jadson foi o mais “carniceiro”, com 31 faltas, e Leo Valencia foi o mais pé torto, com 29 chutes errados.

Os garranchos do Carioca

Martín Silva (Vasco)​ Mais vazado: 16 gols​
​Leo Valencia (Botafogo) ​Chutes errados: 29
Gilberto (Fluminense)​ Passes errados: 93​
​Jadson (Fluminense) ​O mais faltoso: 31
Fonte: Esporte Interativo