​Ao conquistar pela 21ª vez o Campeonato Carioca, o Botafogo avançou até a final da competição em uma campanha de tentativa e erro. O Alvinegro foi o time que mais trocou passes (também o que mais errou) e o que mais tentou o gol neste Estadual. Segundo o Footstats, o Alvinegro tentou mais de 6 mil toques, com um acerto de 91%, e finalizou mais de 200 vezes.

Continua Depois da Publicidade

Estas são algumas estatísticas do Estadual, que foi dominado pelos quatro grandes do estado. Classificados para as fases finais do torneio, Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco dominaram também nos números, tanto com performances coletivas como individuais.

Os líderes do Carioca

Pedro (Fluminense)​ Artilheiro: sete gols​
​Henrique (Vasco) ​Garçom: quatro assistências
​Igor Rabello (Botafogo) ​Passes certos: 643
​Brenner (Botafogo) ​Chutes certos: 13
​Cuéllar (Flamengo) ​Cão de guarda: 31 desarmes

Por exemplo, o Vasco, que ficou com o vice-campeonato, foi a equipe que mais fez e mais levou gols, com 28 e 23, respectivamente. O Flamengo, com 258 desarmes, foi quem mais roubou bola, enquanto o Fluminense, com 250 faltas, foi o mais desleal. Voltando ao campeão, o Bota abusou do chuveirinho, com 477 cruzamentos e só 110 certos.

Continua Depois da Publicidade

Individualmente, alguns nomes tiveram destaque positivo, como Igor Rabello, com mais de 600 passes certos, Pedro, com sete gols e a artilharia da competição e Cuéllar, o maior ladrão de bolas do torneio, com 31 desarmes. Por outro lado, Martín Silva foi o goleiro mais vazado com Carioca, com 16 gols, Jadson foi o mais “carniceiro”, com 31 faltas, e Leo Valencia foi o mais pé torto, com 29 chutes errados.

Os garranchos do Carioca

Martín Silva (Vasco)​ Mais vazado: 16 gols​
​Leo Valencia (Botafogo) ​Chutes errados: 29
Gilberto (Fluminense)​ Passes errados: 93​
​Jadson (Fluminense) ​O mais faltoso: 31

Continua Depois da Publicidade
Fonte: Esporte Interativo
Continua Depois da Publicidade