O período de treinos está chegando ao fim e o Botafogo está próximo de sua estreia no Campeonato Brasileiro diante do São Paulo, sábado, no Morumbi. Ausência sentida desde fevereiro, quando se lesionou em partida contra o Campinense, pela Copa do Brasil, o zagueiro argentino Joel Carli passou com sucesso por uma artroscopia no joelho e está liberado para voltar a atuar. Com ele em campo, o Botafogo ganha em experiência e qualidade técnica.

– Ficar de fora para mim foi um sofrimento, né. Não poder ajudar o time dentro de campo, mas infelizmente tive que fazer uma cirurgia e deu tudo certo. A recuperação foi muito boa e depois priorizamos a parte física para não ter problema no futuro. Hoje estou 100%. Sinto angústia quando o Botafogo perde de qualquer forma, mas fico com raiva por não poder estar ajudando meus companheiros. Tento ajudar fora de campo no que puder. Orientar… Mas é um sofrimento estar de fora, ainda mais quando o time perde – disse Carli.

Empolgado com o trabalho desenvolvido por Barroca, Carli incorporou o espírito que pede o novo comandante e trabalha por um Botafogo protagonista no Campeonato Brasileiro.

– Nossa ideia hoje é muito clara. Ser protagonista tanto dentro quanto fora de casa. Sabemos dessa dificuldade e esperamos não sofrer, principalmente dentro de casa. Acho que a gente vai ter que planejar cada jogo, mas está muito claro que a ideia do Botafogo é ser protagonista. Claro que temos que saber atacar, mas também defender. Um planejamento para cada estilo de jogo. Acho que sempre tem um dado positivo quando se tem tempo para trabalhar a intensidade. Pegamos a ideia dele de ter a posse da bola, sermos protagonistas. Estamos muito confiantes com esse trabalho – frisou.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva de Joel Carli:

TIME NÃO PERDE COM CARLI EM CAMPO

– São estatísticas e trabalho forte para sempre melhorar. Se elas são boas, vou continuar trabalhando para que continue assim.

PERÍODO SEM JOGOS

– Lógico que com uma sequência de jogos você tem ritmo, mas estamos vendo o lado positivo com o Barroca, que está trabalhando forte e intensamente. Estamos tentando aproveitar bem esse dia a dia para termos um bom começo no Campeonato Brasileiro.

SEM COMPARAÇÕES

– É difícil comparar. Prefiro falar agora de quem está com a gente. O Barroca chegou agora, está arrumando a casa e o trabalho está sendo muito legal. A gente também encaixou rápido com o trabalho dele.

TROCA DE COMANDO

– As trocas de técnico nós lamentamos muito. O Zé é um cara extraordinário, que a gente gosta muito e que não foi o único responsável. No futebol isso infelizmente acontece e agora com o Barroca surge uma nova oportunidade para quem está de fora.

SAUDADE DA ENTREVISTA COLETIVA?

– Sinceramente não. Eu não gosto muito de falar. Prefiro falar mais dentro de campo do que fora, mas sei que faz parte e é importante também estar aqui.

DE OLHO NO SÃO PAULO

– Já vimos o jogo do São Paulo e sabemos como vai ser. Um time muito forte e que gosta da posse da bola. Estamos trabalhando também para tirarmos os pontos positivos para o Botafogo.

PELO TÍTULO NACIONAL

– Ficamos com essa ansiedade de conseguirmos o título para a nossa torcida. É difícil, mas confiamos na nossa equipe, nosso corpo técnico e no nosso trabalho. Vamos sempre acreditar.

Fonte: Site oficial do Botafogo