O Botafogo parece ter uma lista de reforços de categoria duvidosa da América do Sul, coroada pelo interesse em Gervásio Nuñez, um meia de 27 anos que estava no Sarmiento de Junin, da B Nacional, a segunda divisão argentina.

Um jogador perto dos 30 anos não é aposta. Chega, teoricamente, para resolver. Se o Botafogo precisa de um argentino que não está em um clube de elite e jamais brilhou na carreira, há algo muito errado no clube carioca. Se não há nas categorias de base um garoto que tenha futuro mais promissor Nuñez, melhor fechar o departamento amador e começar tudo de novo.

Fonte: Coluna do Alex Sabino - Lance!