Com jogadores em alta, Bota tenta não se desarmar para o BR

Compartilhe:

O bom desempenho do Botafogo neste ano, o que inclui o título do Carioca e o atual terceiro lugar no Brasileiro, criou destaques no elenco e a cobiça de outros clubes. A saída de algumas peças é inevitável, mas a diretoria alvinegra tenta não se enfraquecer para não ver ameaçada sua perspectiva favorável na temporada. Dória, Fellype Gabriel e Vitinho são os mais assediados. Os dois primeiros, principalmente, têm chances de sair. Duas ofertas por Vitinho, uma de 4,5 milhões (R$ 11,8 milhões) e outra de 5 milhões de euros (R$ 13,1 milhões) já foram rejeitadas.

O clube imaginava que a situação de Fellype Gabriel fosse definida até o fim de semana, mas o desfecho pode acontecer nesta segunda. Seu destino provável é os Emirados Árabes. A proposta árabe é de 2,6 milhões de euros (R$ 7,4 milhões), sendo que o Glorioso ficaria com 50% do valor. O restante pertence ao atleta. Mesmo se a transação for sacramentada, o dinheiro não deve permanecer em General Severiano. A 11ª Vara de Execução Fiscal emitiu um mandado de penhora da Fazenda Nacional com a autorização do confisco de até R$ 8.075.667,20. Se o Bota não efetuar o pagamento, a CBF fica impedida de liberar a transferência.

Dória, de apenas 18 anos, a cada dia se valoriza mais. Ciente disso, a diretoria aguarda melhores propostas para faturar mais. O clube recusou uma proposta do grupo DIS de 7 milhões de euros (cerca de R$ 20 milhões), e o mesmo aconteceu com a apresentada pelo banco BMG, que já tem 20% dos direitos econômicos e estaria disposto a pagar 7,5 milhões de euros (R$ 21,5 milhões) pelos 80% restantes. O Bota tem direito a 40% do montante da transferência.

Com grupos de investidores chegando ao valor exigido pelo Botafogo para liberar o jogador (3,2 milhões pela sua parte no bolo), os dirigentes perceberam a possibilidade de existir uma proposta ainda maior por Dória sendo preparada por algum clube europeu. Com isso, existe a expectativa de que o valor possa ultrapassar os 10 milhões de euros (R$ 28,6 milhões).

Bolívar foi outro que se destacou e o Botafogo não quer correr o risco de perdê-lo, tanto que já procurou o jogador para tentar a renovação do contrato, que termina no fim deste ano. Um clube dos Emirados Árabes já sondou o defensor, de 32 anos, que em pouco tempo se tornou uma das lideranças do elenco.

O grupo do Botafogo se reapresenta nesta terça-feira, depois de um período de folgas. A equipe fará sua preparação na cidade de Pinheiral, no Sul fluminense, por uma semana. O Alvinegro ainda não divulgou se fará amistosos. O próximo compromisso no Brasileiro será dia 7 de julho, contra o Fluminense.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários