Será que Botafogo x Palmeiras será anulado devido ao pedido do clube alvinegro por uso indevido do VAR? No programa “Troca de Passes”, do SporTV, a informação é que não. O apresentador Rodrigo Rodrigues afirmou que o comentarista de arbitragem Sandro Meira Ricci disse que a reclamação “não dará em nada”.

O Botafogo perdeu o jogo por 1 a 0 devido a um pênalti polêmico de Gabriel em Deyverson. O árbitro chegou a reiniciar a partida e voltou atrás para marcar a penalidade, o que é contra as regras da Fifa e do VAR. É no que o Botafogo se baseia para alegar erro de direito.

O programa colocou o comentarista de arbitragem no ar em seguida. Ele não foi claro, disse que o Botafogo está no seu direito e acredita que anulação seria um exagero, mesmo sendo prevista em regra.

– A minha opinião é que esse o típico lance em que o áudio tem que fazer parte de tudo. O protocolo prevê a divulgação do áudio em caso de necessidade para transparência. Na minha opinião, temos que tomar muito cuidado. Pode ser que em outras situações o goleiro vá bater muito rápido para não dar tempo de o árbitro revisar. Mas com cabeça de juiz e tribunal não se sabe o que vai acontecer – comentou Sandro Meira Ricci.

– A regra prevê que o lance só pode ser revisado enquanto o jogo não foi reiniciado. Há apenas duas exceções: cartão vermelho por conduta violenta ou erro de identificação de atletas. Nesse caso é um lance de pênalti, árbitro não pode revisar. Se autorizou cobrança e depois parou, tem que ser analisado. Mas eu sinceramente não acredito na anulação da partida. O Botafogo está no direito dele, mas seria um exagero a anulação por desconhecimento de regra – finalizou o ex-árbitro.

Fonte: Redação FogãoNET e SporTV