De olho no Brasil e Uruguai, Oswaldo entende Lodeiro no banco

Compartilhe:

Neste domingo, a principal atividade do técnico Oswaldo de Oliveira será acompanhar os jogos da Copa das Confederações, que chega em seu momento decisivo. Uruguai e Itália se enfrentam pelo terceiro lugar e Brasil e Espanha duelam pelo título. No jogo de 13h, em Salvador, o comandante do Botafogo está na expectativa de acompanhar Lodeiro, mas o meia não tem sido usado constantemente na equipe (contra o Taiti ele fez um gol).

Apesar de Lodeiro ser um dos principais destaques do Bota, Oswaldo disse entender que o técnico Óscar Tabárez não o escale como titular, já que tem à sua disposição o trio ofensivo formado por Forlán, Cavani e Suárez.

– Isso é com o Óscar Tabárez. O Lodeiro aqui no Botafogo é meu titular absoluto, mas com aquele trio que ele tem na frente, precisa realmente levar em consideração. Ele sabe bem o que fazer, vai buscar o melhor para o Uruguai.

Eterno entusiasta do futebol brasileiro, Oswaldo de Oliveira está ansioso para a bola rolar na final, às 19h, no Maracanã. O técnico acredita que a melhor receita para a nossa seleção ficar com a taça é não deixar a Espanha jogar seu jogo de toque de bola.

– Não perco por nada. Acho que vai ser um grande jogo, maravilhoso. A Espanha pela qualidade, e o Brasil pelo crescimento que vem apresentando. Não podemos deixar a Espanha jogar do jeito que quiser. Temos que impor nosso ritmo, assim como a Itália fez.

Oswaldo comentou sobre a principal estrela do Brasil, o atacante Neymar, que tem se destacado na competição. Fã do jogador, o treinador alvinegro disse que os torcedores brasileiros precisam agradecer por ter um craque assim no país.

– O Neymar, para mim, nunca deixou de jogar muito bem e desenvolver. Qualquer um passa por algum momento que não faz gol e tem interferências externas. Continua a ser o grande nome do futebol brasileiro. Jogar o que ele joga com 21 anos… temos que levantar as mãos para o céu.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários