O Botafogo começou bem a Libertadores, está classificado para a semifinal do Campeonato Carioca, e mesmo assim teve uma semana conturbada. Foram duas demissões no departamento médico, o caso envolvendo o zagueiro Marcelo – acusado de agredir a ex-namorada – e por último, a insatisfação de Camilo, que sequer treinou na última sexta-feira (7), após conversa com a comissão técnica, onde deixou claro sua insatisfação por estar jogando fora de posição.

Em entrevista coletiva, Jair Ventura demonstrou tranquilidade mesmo em meio a uma série de problemas que podem inteferir dentro das quatro linhas. Sobre as alterações no Departamento Médico, muito contestado pela sequência de lesões no elenco, o treinador foi sucinto.

– A gente tem que se preocupar sempre com um pouco de cada, mas cada um tem a sua. Respondo ao campo-bola, uma decisão foi tomada e não quero me alongar sobre o assunto – disse.

Sobre Camilo, Jair Ventura lembrou que houve uma mudança de posicionamento do camisa 10 com a chegada do argentino Montillo, mas minimizou o fato. O comandante lembrou que Camilo se disse à vontade jogando aberto pela esquerda, quando serviu à seleção, no amistoso contra a Colômbia.

– A gente conversa. Com a chegada do Montillo nós mudamos o sistema para que continuasse jogando. Mudamos uma situação para ele jogar. Não deu muitos passes decisivos, mas foi importante. O futebol é um esporte coletivo, todos fazem parte. Atuou pela seleção pela esquerda e disse que foi bem. Acho que ele não vê problema e quer estar jogando. A gente não define quem vai sair ou entrar de qualquer forma, depende do time adversário.

Lado psicólogo

Não bastassem tantos problemas relacionados diretamente ao clube, Jair Ventura ainda vê o zagueiro Marcelo envolvido em caso policial. O jogador é acusado de agredir a ex-namorada e precisará depor na próxima segunda-feira (10), antes da viagem para os jogos da Libertadores. O treinador aposta em resolução interna para manter a cabeça do atleta tranquila.

– A minha mulher falou ontem (quinta) quando fomos jantar que também sou psicólogo. Não gosto de expor a situação dos meus atletas, é pessoal e já está sendo resolvido.

Empenho total

Neste domingo (9), o Botafogo enfrenta o Fluminense pela semifinal da Taça Rio. A bola rola às 16h, no Estádio Nilton Santos, com transmissão da Rádio FutRio. Caso avance, o Alvinegro terá que modificar seu planejamento em meio aos próximos dois compromissos da Libertadores. A ideia era ficar cerca de 10 dias fora do país. Mesmo correndo o risco, Jair Ventura garante empenho total.

– Trabalhamos, fechamos treinos e vamos jogar para perder? Não pode, somos profissionais. Já está tudo traçado. Temos o Fluminense pela frente, um jogo muito difícil. Se vencermos a gente vê como vai ser. Não vamos abrir mão da final, mas primeiro temos que vencer.

Fonte: Futrio