Garantido na primeira divisão, o Botafogo terá papel fundamental na última rodada do Campeonato Brasileiro para saber quem se juntará a Avaí, Chapecoense e CSA na Série B do ano que vem. De olho em uma vaga na edição de 2020 da Sul-Americana, o Glorioso entra em ação hoje (8), às 16h (horário de Brasília), no Nilton Santos, contra o Ceará, que disputa com o Cruzeiro uma vaga para seguir na elite do nacional.

O alvinegro cearense depende de apenas um empate para se garantir. O Cruzeiro, por sua vez, precisa vencer o Palmeiras, no Mineirão, e torcer para uma vitória do Botafogo, no Nilton Santos. Qualquer coisa diferente disso decreta o rebaixamento dos mineiros para a Série B.

Há um clamor das demais torcidas para que o Botafogo não vença o Ceará e rebaixe o Cruzeiro. Em General Severiano, no entanto, a conversa é bem diferente. Mesmo com os desfalques de Diego Souza, Cícero e Luiz Fernando, o técnico Alberto Valentim deixou claro que seus comandados também têm seus próprios objetivos nesse último jogo.

“Precisamos vencer o Ceará por nossos motivos pessoais, e isso implica o Cruzeiro também. Mas o nosso objetivo é nos prepararmos muito forte para esse jogo para conseguirmos a vaga para a Sul-Americana”, disse o treinador do Botafogo.

“O torcedor botafoguense tem que entender que vamos nos preparar buscando o nosso objetivo que é a Sul-Americana. O Cruzeiro tem dois jogos. Eles têm que procurar fazer a maior pontuação possível para permanecerem na Série A”, completou.

Para a partida, o Botafogo deverá mandar jovens formados pelas categorias de base nas vagas dos suspensos. No ataque, Igor Cassio deve substituir Diego Souza. No extremo, Luiz Henrique, que entrou bem contra o Atlético-MG, deve ganhar vaga de Luiz Fernando. No meio, Wenderson e Rickson brigam pela posição.

Para chegar à competição continental, o Botafogo precisa vencer e torcer para que o Fluminense não derrote o Corinthians em São Paulo. Caso o tricolor carioca perca, um empate bastará para o Glorioso.

Fonte: UOL