O Botafogo recebeu, na manhã desta segunda-feira, na sede de General Severiano, a visita da turma da disciplina Jornalismo Esportivo da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO/UFRJ). No encontro, profissionais da assessoria de imprensa do Clube palestraram aos alunos sobre os desafios do trabalho e possibilitaram uma experiência real de coletiva de imprensa com o zagueiro Glauber, do Sub-20. A prática faz parte do plano de media training alvinegro no tocante à integração base-profissional, que consiste na familiarização das jovens promessas com microfones e câmeras, de modo a formá-los para o time principal também nesse importante ponto de suas carreiras.

– É sempre um prazer abrir as portas do clube para a área acadêmica. Uma troca de experiências interessante para ambas as partes. Estamos desenvolvendo um projeto para expandir esse relacionamento com universidades – destacou o Vice-Presidente de Comunicação Marcelo Fonseca.

– Essa turma da UFRJ, liderada pelo Professor Flavio Nehrer, mostrou-se extremamente capacitada e esse alto nível possibilitou um bom debate e reflexões sobre o nosso meio. Vamos aplicar no dia a dia os frutos dessa experiência – completou o Coordenador de Comunicação Júlio Gracco.

Quando um atleta sobe para o time profissional, a rotina muda completamente. A nova realidade inclui responsabilidades para além das quatro linhas, em que a forma como se expõe e se expressa publicamente precisa estar afinada. É aí que a assessoria de comunicação faz o meio de campo, tornando a mudança de fase um processo natural.

– Buscamos desde cedo orientar os nossos jovens mantendo-os sempre atualizados sobre os novos meios de comunicação. Conversas sobre uso das redes sociais, por exemplo, são frequentes. Acompanhamos de perto toda a rotina. O Botafogo possui uma metodologia de formar o atleta em sua totalidade e por isso é fundamental que eles saibam se expressar de uma maneira correta e tenham ciência da responsabilidade que é representar o Alvinegro – comentou Fabio de Paula, assessor de imprensa das categorias de base.

– Esse trabalho realizado desde cedo na base facilita muito na chegada aqui no profissional. O atleta agora vem mais preparado, ciente da demanda que vai ter, preocupado apenas em jogar bola. Esse alinhamento permite que a mudança de rotina seja orgânica – explicou Marcos Silva, assessor de imprensa do futebol profissional.

Na entrevista coletiva com o zagueiro Glauber, realizada na sala de imprensa Armando Nogueira, os alunos abordaram assuntos diversos de sua carreira, incluindo a experiência de treinar com a seleção brasileira, os desafios atuais do Sub-20 visando a disputa da Taça Rio e do Campeonato Brasileiro, entre outros temas.

– Acho a experiência da coletiva primordial na formação de um jornalista. Melhor ainda quando o entrevistado não possui frases feitas, algo comum em corporações. Deu gosto ver que os alunos tiveram que buscar no material gentilmente enviado pela assessoria do clube conteúdo para perguntas novas. Isso é aprendizado: pesquisa, abordagem, quebra da timidez para perguntar em ambiente aberto. A atividade substitui com sobras muitas horas de sala de aula – afirmou o professor Flavio Nehrer.

Fonte: Site oficial do Botafogo