Em tarde artilheira, Lodeiro tem a melhor avaliação do Botafogo

Compartilhe:

RENAN – GOLEIRO
Deu um azar danado no gol do Cruzeiro. Mas salvou o time em outras ocasiões, especialmente com duas defesas sequenciais no primeiro tempo. Foi muito bem pelo alto. Nota: 7

LUCAS – LATERAL DIREITO
Apareceu mais no segundo tempo, quando sofreu o pênalti que resultou no segundo gol do Botafogo. Teve trabalho na defesa. Nota: 6

ANTÔNIO CARLOS – ZAGUEIRO
Teve dificuldades. Foi envolvido em alguns momentos. Mas é compreensível, dado o forte volume de jogo do Cruzeiro. Nota: 5,5

BOLÍVAR  – ZAGUEIRO
Apesar de sua liderança e experiência, não conseguiu evitar que a defesa do Botafogo passasse por apuros. Mas foi o jogador mais sóbrio do setor. Nota: 6

JULIO CESAR  – LATERAL-ESQUERDO
Sofreu com as investidas do Cruzeiro pela direita de ataque. Foi lento na transição ao ataque. Apareceu menos do que deveria. Mas acertou um chute no travessão. Nota: 5,5

MARCELO MATTOS – VOLANTE
Não conseguiu ser o guardião da defesa. O Cruzeiro teve sucesso ao avançar rumo à área alvinegra pelo meio. Nota: 5,5

GABRIEL – VOLANTE
Apenas regular na marcação. Tentou auxiliar o ataque, inclusive com chutes a gol, mas sem grande sucesso. Nota: 6
LUCAS ZEN – VOLANTE
Entrou na vaga de Gabriel apenas para matar tempo. Jogou os segundos finais da partida. Sem nota.

LODEIRO – MEIA
O nome do jogo. Movimentou-se sem parar. Foi quem melhor ajudou o meio-campo a tentar superar a ausência de Fellype Gabriel. E fez os dois gols. Nota: 7,5
RENATO –
VOLANTE
Entrou perto do fim. Ajudou o time a controlar a pressão final do Cruzeiro. Nota: 6
SEEDORF – MEIA
Discreto. Com a bola nos pés, mostrou o talento habitual, mas foi menos participativo do que costuma ser. Nota: 5,5
ANDRÉ BAHIA – ZAGUEIRO
Entrou no lugar de Seedorf quando o jogo estava quase encerrado. Sem nota.

VITINHO – ATACANTE
Sumiu de parte do jogo. Foi individualista em alguns lances. Mas incomodou os marcadores, com dribles e velocidade. Foi dele a arrancada para o primeiro gol. Nota: 6,5

RAFAEL MARQUES – ATACANTE
Teve dois lances muito plásticos: uma finta em Egídio e uma jogada pela ponta direita que quase resultou em gol. Ajudou bastante na marcação. De resto, pouco produtivo. Nota: 5,5

Header CRUZEIRO (Foto: Infoesporte)

FÁBIO – GOLEIRO
Não teve culpa nos gols do Botafogo. Fez pelo menos duas boas defesas. Nota: 6

CEARÁ – LATERAL DIREITO
Chegou apenas uma vez ao ataque, e sem qualidade. Mesmo muito discreto ofensivamente, conseguiu dar espaços na defesa. Nota: 4,5

DEDÉ – ZAGUEIRO
Perdeu na corrida para Vitinho no primeiro gol, mas não pode ser culpado. Atuação razoável. Nota: 5

BRUNO RODRIGO  – ZAGUEIRO
Atuação razoavel também. Como toda a defesa, teve dificuldade com a velocidade de Vitinho. Nota: 5

EGÍDIO  – LATERAL-ESQUERDO
Teve um primeiro tempo muito discreto, mas foi firme na defesa. No segundo, se soltou mais, e deu espaço. Perdeu no mano a mano algumas vezes. Salvou um gol em cima da linha. Nota: 5

LEANDRO GUERREIRO – VOLANTE
Falhou no primeiro gol do Botafogo, dando a bola de presente para Vitinho. Amarelado e mal na partida, foi sacado no intervalo para a entrada de Lucas Silva. Nota: 3,5
LUCAS SILVA –
VOLANTE
Substituiu Leandro Guerreiro e cumpriu o que foi pedido. Firme atrás, mas pouco atuante no ataque. Nota: 5,5

NILTON – VOLANTE
Não conseguiu nem marcar nem atacar. Depois de cometer um pênalti infantil, se perdeu ainda mais em campo. Seu erro tirou a Raposa do jogo. Nota: 3,5

DIEGO SOUZA – MEIA
Fez boas jogadas, mas sem sucesso. Participou bem em alguns momentos – como no gol de Anselmo Ramon -, sumiu em outros. Nota: 6,5

EVERTON RIBEIRO – MEIA
Não se escondeu do jogo, mas hora pecou pelo preciosismo, hora pela falta de atitude. Desperdiçou uma grande chance. Nota: 6,5
RICARDO GOULART –
ATACANTE
Entrou no lugar de Everton Ribeiro. Não teve muito tempo, mas ainda assim mostrou pouco. Muita correria e pouca criação. Nota: 5
DAGOBERTO
– ATACANTE
Fez uma ou outra boa jogada, mas foi pouco agudo. Deveria ter participado mais da partida. Nem de longe repetiu a boa atuação da estreia do Brasileirão. Nota: 5
LUAN – ATACANTE
Herdou o lugar de Dagoberto. Não entrou voando como na última partida, mas foi bem. Mandou uma bola na trave. Nota: 5,5

ANSELMO RAMON – ATACANTE
Foi o melhor do time. Deu muita opção como pivô, brigou. Fez o gol e levou perigoso em outra oportunidade. Perdeu gol incrível: goleiro salvou. Nota: 7

Fonte: Globoesporte.com

Comentários