Apesar da derrota do Botafogo para o Flamengo por 1 a 0, em jogo válido pela terceira rodada da Taça Rio, nem todas as pessoas que estão envolvidas, de alguma forma, com a equipe de General Severiano possuem motivos para ficarem tristes. No último sábado (3), o atacante Renan Gorne e o lateral-esquerdo Victor Lindenberg fizeram os gols na vitória do Paysandu sobre o São Raimundo, pela 8ª rodada do Campeonato Paraense.

O primeiro tempo passou longe de ser favorável ao Papão, que foi dominado pela equipe mandante, que jogava no Colosso do Tapajós. O goleiro Marcão, com grandes defesas, foi o principal personagem dos primeiros 45 minutos, mas não conseguiu evitar o gol de Felipe, do São Raimundo, quando o relógio apontava a marca do número 28.

No pior momento do Paysandu na partida, porém, apareceu a estrela do artilheiro: após grande jogada de Mateus Müller pelo lado esquerdo, ele encontrou Renan Gorne dentro da área. O atacante, completamente livre, dominou com a perna direita e completou com a esquerda para o fundo das redes. Foi o primeiro gol do atleta com a camisa da equipe paraense.

O lateral-esquerdo que havia dado a assistência para o gol de Gorne, porém, foi expulso no decorrer do segundo tempo e Victor Lindenberg entrou em campo para suprir a posição. Apesar de um jogador a menos, o Paysandu conseguiu chegar à virada, e com grande ajuda do jogador criado no Botafogo, que, do lado esquerdo da área, chutou com a perna canhota e acertou o ângulo, decretando a vitória de sua equipe.

Situação dos jogadores

O gol pode ser bastante importante para Renan Gorne, já que nomes como Walter, Peu, Cassiano, Mike e Magno estão no elenco, o que resulta em uma briga forte pelas três posições no ataque da equipe treinada por Dado Cavalcanti. Com esse tento, o atacante oriundo das categorias de base da equipe de General Severiano pode receber mais chances no onze inicial.

Após o primeiro gol com a camisa do Papão, Renan Gorne se mostrou feliz em ter aproveitado a chance. “Eu venho trabalhando muito desde que cheguei até aqui no Paysandu, desde o início do ano. Tudo estava sendo fantástico. Eu estava me preparando para que quando a oportunidade pintar eu não desperdiçar. Hoje eu tive uma chance e pude colocar lá dentro e consegui ajudar a equipe a sair vitoriosa. Queria desejar o gol ao meu pai, já que ontem foi aniversário dele”, disse.

A situação de Victor Lindenberg, porém, é diferente, já que o atleta começou o ano como titular do Paysandu, inclusive dando uma assistência na partida contra o Castanhal. Sendo um atleta sólido ao time titular, as coisas pareciam bem positivas ao defensor, mas ele foi expulso no compromisso diante do Paragominas e perdeu espaço para Mateus Müller, que foi contratado por empréstimo junto ao Palmeiras. Desde então, passou mais tempo sentado no banco de reservas do que dentro das quatro linhas.

Victor também comentou sobre seu gol, o primeiro na sua carreira como jogador profissional. “Fico feliz pelo meu primeiro gol nos profissionais. É um momento marcante e fiquei contente por ter sido o gol da nossa vitória também, agora é continuar trabalhando e seguir forte. Eu tinha dominado a bola, estava de frente para o gol, tinha o Walter passando, e aí o jogador deles foi marca-lo, então tomei a decisão de chutar para o gol e fui bastante feliz”, concluiu.

Fonte: Vavel