Especulados, Avaí, Bahia e Sport refutam oferta por Jobson

Compartilhe:

Emprestado ao São Caetano até o fim do ano, Jobson não permanecerá no time paulista após se envolver em algumas polêmicas e ser afastado pela nova comissão técnica comandada por Marcelo Veiga. O Botafogo já se antecipou e vetou o retorno do jogador. Bahia, Sport e Avaí fazem coro com os dois primeiros e rejeitam contar com o atleta nesta temporada. Assim, o atacante já deu início à busca pelo seu nono clube em sete anos de carreira.

Jobson tem contrato com o Botafogo até junho de 2015, mas está emprestado ao São Caetano até o fim da temporada. O clube paulista não quer mais o jogador e deseja rescindir o vínculo, o que foi prontamente descartado pelo Alvinegro. A diretoria de General Severiano, no entanto, não é contra a ida do atacante para uma nova equipe.

“O São Caetano não pode fazer rescisão unilateral, teriam problemas jurídicos [multa de R$ 1 milhão]. Vão ter que cumprir o contrato. O Botafogo concorda em repassar o empréstimo nos mesmos moldes para outra equipe”, disse o presidente do Botafogo, Maurício Assumpção.

Jobson teve seu nome envolvido em algumas polêmicas em sua breve passagem pelo São Caetano. A mais grave delas ocorreu no dia 12 de março, quando foi detido acusado de agredir sua esposa. O atacante alega ter escorregado e batido com o braço em uma janela, que se quebrou e cortou sua pele.

A péssima campanha do time, que culminou no rebaixamento para a série A-2 do Paulistão, gerou uma mudança no comando. A nova comissão técnica do São Caetano, liderada por Marcelo Veiga, informou que não contava com o atleta, que foi liberado para negociar com novo clube.

Bahia, Sport e Avaí foram especulados, mas todos descartaram a possibilidade de contratar Jobson. Por outro lado, o agente do jogador, Paulo Ramalho, diz que seu cliente tem propostas de outros quatro clubes brasileiros, sendo um deles da primeira divisão.

“Ele é jogador do São Caetano até o fim do ano, mas fomos liberados para procurar um novo clube. Tenho quatro propostas, mas não posso revelar o nome para não atrapalhar uma negociação. Garanto que ele atuará no segundo semestre em um grande clube e tudo será resolvido durante a Copa das Confederações”, disse o empresário ao UOL Esporte.

O clube interessado terá que desembolsar um salário de R$ 55 mil para Jobson, mesmo valor pago pelo São Caetano. Em 2012, o atacante só não defendeu o Avaí por conta do limite de dois times em competições nacionais em uma temporada – já havia atuado no Botafogo e Grêmio Barueri na ocasião. Como jogou apenas pela equipe do ABC em 2013, esse problema não impedirá Jobson de fechar com seu nono clube na carreira.

Jobson iniciou sua trajetória no futebol no Brasilense, em 2007. No ano seguinte foi emprestado ao Santa Maria-DF e também ao Jeju United, da Coreia do Sul. O Botafogo o contratou em 2009, mas as inúmeras polêmicas o fizeram passar por Atlético-MG, Bahia e Grêmio Barueri, além do time do São Caetano.

Fonte: UOL

Comentários