Entre os brasileiros, o Botafogo acabou levando a pior no sorteio da Copa Libertadores e terá de enfrentar logo de cara na primeira fase eliminatório o Colo Colo, do Chile, campeão do torneio em 1991 e uma das forças do torneio. Mas o técnico Jair Ventura não lamentou.

“Quando jogamos com as equipes de cima da tabela no Campeonato Brasileiro fizemos grandes jogos. Eu também não queria estar do lado do Colo Colo quando for enfrentar a gente. A gente quer essa vaga e vai fazer de tudo para classificar”, disse Ventura ao “Bate Bola debate”, da ESPN Brasil, na tarde desta quinta-feira.

A dificuldade botafoguense não se limite apenas à estreia na Copa Libertadores. Se avançar, pode ter Olimpia-PAR, tricampeão do torneio, ou Independiente Del Valle-EQU, atual vice-campeão. No grupo 1, enfim, aguardam Atlético Nacional-COL, Estudiantes-ARG e Barcelona-QUE, que somam seis troféus da competição.

Classificado graças ao quinto lugar no Campeonato Brasileiro de 2016, o Botafogo ficou com um dos rivais mais difíceis entre os disponíveis para sua estreia ao cruzar com o Colo-Colo, campeão da Libertadores em 1991 e vice em 1973, que está no torneio graças ao título da Copa do Chile.

“A gente sabe que vai ser difícil, mas vamos fazer de tudo para entrar na fase de grupos. O ano é longo. Tem Copa do Brasil, Carioca, Brasileiro. A nossa gestão sabe arrumar a casa. O Botafogo está com todos os pagamentos em dia. Não vamos fazer loucura para prejudicar o restante do ano”, disse sobre a possibilidade de virem mais reforços.

Fonte: ESPN Brasil