O atacante Joel, que pertence ao Cruzeiro, foi cortado da seleção de Camarões, por problemas de saúde. O jogador estava no grupo de 23 atletas convocados para a disputa da Copa Africana de Nações e foi diagnosticado com uma anomalia na artéria coronária, segundo publicou a Federação Camaronensa de Futebol (Fecafoot).

De acordo com William Ngatchou, médico da delegação de Camarões, havia risco de morte súbita do jogador em campo.

Ainda segundo informações da Federação, a notícia do corte de Joel foi recebida com muita tristeza por seus companheiros de seleção. A Fecafoot informou, ainda, que irá apresentar recurso à Confederação Africana de Futebol, para inscrever outro jogador no lugar do atacante.

O Superesportes conversou com Augustin Wanda, agente de Joel, que questionou a forma como a Federação de Camarões divulgou a notícia sobre o estado de saúde do atacante.

“Foi uma surpresa para todo mundo. Neste momento, estamos tentando fortalecê-lo. Mas como eu digo, tudo que Deus faz é bom. Em todos os clubes que o Joel passou, fez exames médicos e nada foi diagnosticado. O comunicado não foi feito da forma que deveria. Dá a entender que é um problema que o impede de jogar. Mas ele jogou o ano inteiro. Não é um caso crítico”, afirmou o empresário.

Augustin disse, ainda, que não há definição quanto ao futuro de Joel. “Estou esperando ele me dar todos os resultadoes de exames. Ainda não conversei com a diretoria do Cruzeiro” finalizou.

Camaronês ‘cruel’

Joel pertence ao Cruzeiro e tem contrato de empréstimo com o Marítimo, de Portugal, até o final deste mês. Depois de ser cedido sem sucesso a Santos, Botafogo e Avaí, o goleador recuperou a fama de ‘cruel’ com a camisa do clube português. Recentemente, o camaronês recebeu grande destaque no jornal A Bola pelos 10 gols marcados em 34 jogos.

No ano passado, o gigante português Sporting chegou a acenar com uma oferta de 2 milhões de euros (R$ 8,7 milhões) pelo jogador, mas o negócio não avançou. O Cruzeiro é dono de 50% dos direitos econômicos de Joel. O restante está fatiado entre Londrina e investidores.

Joel se destacou pelo Coritiba, em 2014, quando ganhou fama de ‘cruel’ ao marcar oito gols em 20 partidas. Ainda no fim daquela temporada, o atacante foi contratado pelo então diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos. A Raposa desembolsou R$2,5 milhões por 50% dos direitos econômicos do jogador. Com a camisa celeste, no entanto, o jogador não manteve o nível que lhe deu o apelido: foram apenas três gols em 24 partidas.

Fonte: Superesportes