O destino de Gustavo Ferrareis, que pertence ao Internacional, deve ser mesmo o Botafogo. A negociação provavelmente será sacramentada na semana que vem. Cria da base do Colorado, clube que chegou ainda aos 11 anos de idade, o meia disputou a última temporada pelo Figueirense. Foram 53 partidas com a camisa do time de Santa Catarina e oito gols. Em entrevista exclusiva ao Esporte 24 Horas, Ricardo Colbachini, técnico do time B do Inter, e que comandou o jogador nas categorias inferiores do time gaúcho, destacou a polivalência e pontuou as principais características do mesmo.

“Ele é um meia, mas é bem polivalente. Na base do Inter, atuou como ponta, centroavante e também como volante. Tem boa qualidade técnica, consegue controlar bem a bola, tem bom passe e boa finalização”, disse, completando com qual foi a sua importância na formação do atleta.

“Trabalhei com o Gustavo da equipe Sub-17 até o Inter B. Acho que nós sempre contribuímos com o atleta através de conselhos e dicas que podem ajudar ele na carreira. Mas que o mais importante é o atleta ter um bom perfil. Que além da qualidade técnica, tenha comprometimento e busque evoluir.”

Colbachini contou que além da qualidade técnica, Ferrareis chamava a atenção por seu comprometimento e dedicação desde as categorias de base do Internacional.

“Ele sempre foi um atleta que teve bom destaque na base. Além da qualidade técnica, sempre se destacou pelo comprometimento e dedicação.”

Empréstimos

Gustavo Ferrareis foi promovido ao elenco profissional do Internacional em 2016. Naquele ano, disputou 33 partidas e marcou três gols. No ano seguinte, fez três jogos pelo Colorado antes de ser cedido por empréstimo ao Bahia. No clube da Boa Terra, teve poucas oportunidades, indo a campo apenas 11 vezes e anotando um gol. Nesta temporada, se destacou pelo Figueirense, como já citado. Colbachini acredita que essa rodagem foi importante para o amadurecimento do jogador.

“Acredito que estas experiências nos últimos anos foram bem importantes para o amadurecimento dele, que já tinha jogado também no profissional do Inter. Na última temporada, ele fez 53 jogos pelo Figueirense.”

Por fim, o treinador comentou o que o torcedor pode esperar de Gustavo Ferrareis, caso o jogador venha para o Clube da Estrela Solitária.

“Um atleta muito profissional, que tem bom passe, boa finalização e um bom nível de força”, encerrou.

Fonte: Esporte 24 Horas