Excesso de viagens prejudica recuperação física no Botafogo

Compartilhe:

Campeonato Brasileiro antes da parada para a Copa das Confederações é uma preocupação para o Botafogo. Como precisa jogar em Volta Redonda os dois confrontos como mandante, terá viagens em todas as cinco primeiras rodadas.

Essa situação preocupa a comissão técnica para recuperar os jogadores. O Botafogo, por exemplo, voltou para o Rio de Janeiro na noite de quarta-feira e terá que viajar novamente para Volta Redonda na sexta-feira, véspera do jogo com o Cruzeiro.

– A tendência é nós tentarmos manter esse bom desempenho e procurar uma recuperação aceitável para o jogo de sábado porque a sequência é muito difícil para o Botafogo e as outras equipes. Para manter o equilíbrio e continuar somando pontos é preciso que haja uma boa recuperação – disse o técnico Oswaldo de Oliveira.

Duas grandes preocupações estão ligadas a Fellype Gabriel e Lodeiro. Principalmente Fellype Gabriel, que saiu de campo com dores na perna direita no começo do segundo tempo, quando foi substituído por Vitinho. O jogador será reavaliado nesta quinta-feira.

– Fellype Gabriel e Lodeiro são dois jogadores de entrega acima do nível normal. Eles correm muito mais do que os outros. São importantes na ação ofensiva e defensiva e na transição, que os leva a exaustão. Em dado momento, sem a recuperação necessária, precisam sair. O Fellype inspira cuidados – comentou Oswaldo.

No jogo desta quarta-feira, contra o Santos, Oswaldo não contou com Seedorf, vetado por causa de uma virose. Agora, espera a recuperação do jogador para saber se poderá utilizá-lo contra o Cruzeiro. Caso não possa atuar, deve ser substituído novamente por Andrezinho.

– São características diferentes. Seedorf atua mais como atacante. O Andrezinho cumpre a dupla função, fazendo um revezamento maior com o Rafael Marques. A gente procura preencher com o melhor que nós temos, obsevando as características de cada jogador – explicou Oswaldo.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários