Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Experiência, liderança e identificação: a importância da volta de Joel Carli ao Botafogo

8 comentários

Compartilhe

Experiência, liderança e identificação: a importância da volta de Joel Carli ao Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Na última sexta-feira, o Botafogo confirmou o retorno de Joel Carli ao clube de General Severiano. O argentino assinou um contrato de dois anos e é considerado uma peça importante tanto no processo de reestruturação, quanto na luta pelo acesso à primeira divisão do futebol nacional. De volta ao Glorioso menos de um ano após a rescisão, Carli traz algumas características que faltaram time na temporada de 2020.

Carli chegou ao Botafogo pela primeira vez em dezembro de 2015 e fechou contrato por duas temporadas. No entanto, a importância do zagueiro logo tornou-se evidente, ele teve o contrato renovado e permaneceu no clube de General Severiano até 2020.

Assim, com a camisa do Glorioso, o argentino já viveu altos e baixos. O ano que melhor pode justificar esta afirmação é o de 2016. Nesta temporada, o Botafogo tinha acabado de retornar à Série A e, após figurar na zona de rebaixamento por algumas rodadas, o time conseguiu uma arrancada que o levou à quinta colocação – zona de classificação para a Libertadores. Joel Carli foi não só um dos principais nomes dentro de campo, como também um dos líderes do Alvinegro.

Carli ficou no Botafogo por pouco mais de quatro anos e conseguiu criar uma identificação grande com o clube. Isso porque o ano de 2016 não foi exceção. O argentino, rapidamente, se tornou uma das referências no vestiário do Botafogo e assim permaneceu até a despedida em 2020. Hoje, de volta ao time da estrela solitária, o zagueiro revelou que já se sente em casa.

– A sensação é de uma alegria imensa de estar de novo nesse clube, que eu tanto gosto, que eu tanto quero. Sinto que estou de novo em casa – disse o argentino, de 34 anos, em entrevista à Botafogo TV antes do jogo contra o Bangu.

No entanto, apenas a identificação com o clube não será o suficiente para conquistar os objetivos e mudar a cultura no Alvinegro. Portanto, ele já destacou que sabe qual é a realidade do Botafogo hoje e afirmou que está ciente do “caminho muito difícil” que encontrará pela frente.

– Eu entendo que o clube passa por uma reestruturação, nosso principal objetivo é botar o Botafogo de novo na Série A. Sabemos que temos um caminho muito difícil, mas o ambiente do dia a dia está sendo bom, já treinei hoje e amanhã vou treinar de novo.

– Está sendo formada uma boa equipe, vamos competir e estamos nos preparando muito bem para tudo que vier pela frente.

Aprovação

A volta do zagueiro já teve a aprovação de dois nomes importantes: do técnico Marcelo Chamusca e do ídolo Afonsinho. Em entrevistas realizadas em momentos diferentes, ambos ressaltaram a importância da liderança de Carli dentro do clube.

– O comportamento dele sempre foi de liderança, todas as atitudes dele. Eu acho fundamental ter uma pessoa assim no grupo de jogadores porque a coisa caminha bem melhor – disse Afonsinho.

– O Carli é um atleta extremamente identificado com o clube. História muito bonita. É um zagueiro de imposição, tem liderança, muito querido pelos funcionários por conta do comportamento dentro do vestiário. Estamos tranquilos enquanto a isso. Quando a situação for concretizada, a gente vai receber o atleta com o maior respeito e trabalhar para colocar na melhor condição possível – afirmou Marcelo Chamusca antes mesmo da oficialização de Joel Carli.

Fonte: Terra

Comentários