O Botafogo não ficou nada satisfeito com a invasão ocorrida ontem (2), no Nilton Santos. Houve uma falha em um dos portões normalmente utilizados para entrada de funcionários. No momento em que um deles entrava para trabalhar, os integrantes da organizada aproveitaram a oportunidade e os poucos seguranças para irem em direção ao campo principal.

Jogadores e comissão técnica foram avisados e se juntaram no centro do gramado. Quando os 15 torcedores chegaram estavam em minoria e viram o técnico Eduardo Barroca e o gerente de futebol Anderson Barros tomarem a frente na conversa. Para os próximos treino, o Alvinegro pedirá a presença de viaturas da Polícia Militar.

Fonte: UOL