Falta de passaporte dificulta saída de Jefferson, diz agente Fifa

Compartilhe:

O goleiro Jerfferson vem sendo relacionado a sondagens do futebol europeu. Clubes da Itália, como Napoli e Roma, da Inglaterra, como Manchester United, entre outros, já mostraram interesse em saber a sua situação com o Botafogo. O caminho seguido tem sido pelo canal aberto com o empresário italiano Alessandro Alberti, agente Fifa, que tem boa relação com os representantes do jogador no Brasil.

Alberti garante que Jefferson não precisa que alguém corra atrás de propostas. Sua imagem na Europa já é bem consolidada e atrai os olhares de clubes europeus em busca de um goleiro de respeito. O grande problema para ele no momento é a falta do passaporte comunitário, que colocaria outros nomes como favoritos, entre eles o de Rafael, do Santos.

– Jefferson atuou em grandes clubes, passou pela Turquia e está na seleção brasileira. Ninguém precisa ficar procurando negócios para ele. Acho que há clubes precisando de jogadores para a posição, mas é preciso esperar a abertura do mercado. Ele não ter passaporte é um problema, pois há um limite para contratações – disse Alberti, em contato por telefone com o GLOBOESPORTE.COM.

A multa para Jefferson deixar o Botafogo é de cerca de US$ 10 milhões (R$ 22,4 milhões). No entanto, o goleiro é um jogador pelo qual o clube negociaria um valor abaixo, por entender que o seu salário é alto e Renan seria capaz de substitui-lo, desenvolvendo seu talento com uma sequência de jogos.

Por enquanto, o Botafogo ainda não recebeu qualquer proposta oficial para negociar Jefferson. Até o momento, o clube já acertou a saída de Fellype Gabriel, que assinou por três anos com o Sharjah, dos Emirados Árabes, e recusou duas propostas de grupo de investidores pelo zagueiro Dória, que chegaram aos oito milhões de euros (23,5 milhões).

Aos 30 anos, Jefferson chegou ao Botafogo no segundo semestre de 2009. A serviço da seleção brasileira na Copa das Confederações, ele ainda tem contrato com o clube até o fim de 2014. Até mesmo clubes brasileiros chegaram a procurar os represen

Fonte: Globoesporte.com

Comentários