Felipe Neto diz ter sido ‘cortado’ do Botafogo após assumir comunicação e deseja mudar plano de sócio-torcedor

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Felipe Neto
Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Fenômeno da internet e com mais de 40 milhões de inscritos no YouTube, o empresário e torcedor botafoguense Felipe Neto contou que foi “cortado” do Botafogo após assumir a comunicação do clube na época da chegada de Honda, no início do ano.

– Quando entrei, eu iria injetar dinheiro e criar um departamento de comunicação, contratar pessoas com meu dinheiro. Mas eu não poderia ter autonomia. Quando decidi que iria assumir a comunicação do Botafogo, eu me comunicava muito com o Laércio (Paiva), e comuniquei a ele que iria assumir. Chamei todos os funcionários e levei para a minha empresa. Foram três dias de reunião o dia todo, criamos um projeto novo de sócio-torcedor que seria gigantesco, e a galera trabalhando com brilho nos olhos. Criamos várias coisas, incluindo a ação do Honda. Há profissionais muito bons lá, com muito talento. Quando tomei uma decisão que precisava de uma aprovação, cortaram minhas pernas. Tinha a ver com a questão do sócio-torcedor – contou Felipe Neto, completando:

Instagram do FogãoNET (@fogaonet)

– Sou um grande crítico do Sou Botafogo, o projeto precisa ser completamente remodelado. Passamos dois dias recriando o projeto de sócio-torcedor e não foi aprovado. Ouvi a seguinte frase depois que fui cortado basicamente de lá: “Teu erro foi ter vindo por baixo, você deveria ter vindo por cima”. Por que? Porque estou cagando para os gestores do Botafogo, não ligo a mínima para o Mais Botafogo, para os vice-presidentes… Não marquei reunião com eles. Fui lá e fiz. Estava errado ir direto nos funcionários. Pô, vai à merda! Não tem o que falar, vai à merda! Está tudo errado!

Apesar da experiência ruim, Felipe Neto disse que tem o desejo de assumir a comunicação do Botafogo, mas apenas com a mudança no modelo de gestão – ou seja, a criação da tão sonhada Botafogo S/A.

– Tenho o desejo de cuidar da comunicação do Botafogo. Já fui convidado num momento errado, depois entrei num momento que era certo. Toquei, o pessoal ficou até animado, não quis fazer alarde, mas não durou muito. Na hora que precisei tomar uma decisão, tomei um “não” – repetiu Neto, fazendo um breve diagnóstico:

– Falta ali uma gestão de comunicação. Não existe. E é muito mal feito no resultado final. A Botafogo TV não é ruim, mas poderia ser 10 vezes o que é. Twitter, Instagram… Toda a comunicação do Botafogo. Mas infelizmente não tinha dinheiro para nada.

Fonte: Redação FogãoNET e Canal do TF

Notícias relacionadas