Apenas aguardando a matemática confirmar o rebaixamento, o Botafogo parece entrar em campo somente com o objetivo de irritar ainda mais seu torcedor. E conseguiu. Neste domingo, o Glorioso somou a sexta derrota seguida no Campeonato Brasileiro ao perder para o Fluminense por 2 a 0, em São Januário, mantendo-se na lanterna e aumentando ainda mais a vergonha.

Continua Depois da Publicidade

Antes de falar do jogo, fica um recado: este que escreve só assistiu ao jogo por obrigação. Porque assistir o Botafogo de Eduardo Barroca hoje em dia é só para quem é maluco ou para quem quer se torturar. O primeiro tempo foi uma verdadeira pelada. Até a resenha do lado de fora foi de pelada, com muita gritaria e reclamações.

Digno de registro apenas duas jogadas na etapa inicial. No começo do jogo, logo aos quatro minutos, o Fluminense teve uma chance de abrir o placar, mas Luccas, livre, cabeceou para fora após uma cobrança de falta. O Botafogo só conseguiu duas finalizações: uma de Matheus Babi de cabeça para longe, e outro num chute desviado de José Welison para fora.

Continua Depois da Publicidade

O jogo seguiu ruim no segundo tempo, mas o Botafogo conseguiu piorar. Aos 13 minutos, Yago chutou forte e Diego Cavalieri fez uma boa defesa, evitando o gol do Fluminense. Porém, o goleiro alvinegro depois ajudou. Aos 21 minutos, Luiz Henrique cruzou da esquerda, a bola desviou em Marcelo Benevenuto, Lucca pegou a sobra de primeira e Cavalieri engoliu um frangaço: 1 a 0.

Com jogadores do calibre de Barrandeguy, Cícero, Angulo e Davi Araújo em ação inseridos no jogo por Barroca, o Botafogo nem na base do abafa conseguiu criar e ainda teve tempo para sofrer mais um. Diego Cavalieri cometeu pênalti em Wellington Silva e o mesmo Wellington converteu aos 52, dando números finais ao placar. O Alvinegro, assim, colecionou a nona derrota em dez jogos desde a chegada de Eduardo Barroca.

Continua Depois da Publicidade

Próximos jogos

Virtual rebaixado, o Botafogo dará agora mais de uma semana de descanso a seus torcedores até o próximo compromisso no Brasileirão, contra o Palmeiras, dia 2 de fevereiro, às 16h, no Allianz Parque. Depois, o Glorioso recebe o ameaçado Sport no dia 5, no Estádio Nilton Santos.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 2 X 0 BOTAFOGO

Estádio: São Januário
Data-Hora: 24/1/2021 – 20h30
Árbitra: Edina Alves Batista (Fifa/SP)
Assistentes: Marcelo Van Gasse (Fifa/SP) e Neuza Inês Back (Fifa/SP)
VAR: José Cláudio Rocha Filho (SP)
Renda e público: Portões fechados
Cartões amarelos: Luiz Henrique, Yago (FLU); Rafael Forster (BOT)
Cartões vermelhos:
Gols: Lucca 21’/2ºT (1-0) e Wellington Silva 53’/2ºT (2-0)

Continua Depois da Publicidade

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; Martinelli, Yago e Nenê (Matheus Ferraz 50’/2ºT); Luiz Henrique (Hudson 38’/2ºT), Lucca (Wellington Silva 31’/2ºT) e John Kennedy (Marcos Paulo 38’/2ºT) – Técnico: Marcão.

BOTAFOGO: Diego Cavalieri; Kevin, Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luis (Cícero 44’/1ºT); Rafael Forster (Barrandeguy 18’/2ºT), José Welison (Rafael Navarro 27’/2ºT) e Caio Alexandre; Bruno Nazário (Davi Araújo 18’/2ºT), Matheus Nascimento (Angulo 27’/2ºT) e Matheus Babi – Técnico: Eduardo Barroca.

Continua Depois da Publicidade

Fonte: Redação FogãoNET
Continua Depois da Publicidade

Comentários