Fluminense x Vasco vai reabrir o Maracanã, dia 21 de julho

Compartilhe:

A assessoria do consórcio que administra o Maracanã informou nesta terça-feira que o estádio estará pronto para receber jogos do Brasileirão a partir do próximo dia 21, quando haverá o clássico entre Fluminense e Vasco. De acordo com as empresas Odebrecht, IMX e AEG, a data da volta dos clubes ao estádio foi estabelecida em razão da necessidade de retirada das instalações provisórias da Copa das Confederações – o Maracanã abrigou a final entre Brasil e Espanha, no último domingo.

Estádio Maracanã (Foto: Agência AFP)Maracanã voltará a receber jogos de clubes no próximo dia 21 (Foto: Agência AFP)

Até o clássico do dia 21, o consórcio promete instalar divisórias entre as torcidas e bilheterias específicas. O contrato para gestão do Maracanã foi assinado no dia 4 de junho, por um período de 35 anos. Nos próximos dois domingos, haverá clássicos cariocas longe do Rio: o Botafogo vai enfrentar o Fluminense no Recife, enquanto o jogo entre Flamengo e Vasco, no dia 14, deve ser disputado em Fortaleza. O último jogo entre clubes no principal estádio da cidade aconteceu no dia 5 de setembro de 2010, quando Flamengo e Santos empataram por 0 a 0.

Mandante do clássico que marcará a volta dos clubes ao Maracanã, o Fluminense completa 111 anos de fundação exatamente no dia 21. O clube espera assinar até a próxima segunda-feira o contrato de utilização do Maracanã pelos próximos 35 anos.

O compromisso que será assinado pelo Tricolor nos próximos dias prevê benefícios como um vestiário exclusivo para o clube (o estádio conta com quatro), uma loja oficial dentro do Maracanã e um lado fixo do estádio para os torcedores. No antigo estádio, apenas as torcidas de Flamengo e Vasco tinham lado fixo.

A diretoria do Rubro-Negro negocia com o consórcio para assinar contrato longo de utilização do estádio, porém um acordo entre as duas partes ainda está distante. Já o Botafogo deve assinar nos próximos dias um contrato temporário para realizar suas partidas no Maracanã até a reabertura do Engenhão, no início de 2015. Segundo o edital da concessão do estádio, o consórcio precisa assinar com pelo menos dois clubes por 35 anos para não perder o direito de gestão do local.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários