Os atrasos salariais permanecem incomodando os funcionários do Botafogo. Nesta quarta-feira, o clube completou dois meses de salários atrasados com os funcionários que não trabalham diretamente com o futebol. A situação não é fácil e, justamente por isto, os trabalhadores do Estádio Nilton Santos se reuniram com integrantes da diretoria em busca de respostas.

A reunião foi realizada no próprio Estádio Nilton Santos, após o treinamento desta quarta-feira. A diretoria foi representada por Pedro Domingues e Elcimar Ribeiro, responsáveis pelo estádio, que reconheceram o lado dos funcionários e confessaram que buscam quitar pelo menos parte do pagamento o mais rápido possível. A conversa, inclusive, teve o objetivo de mostrar parceria com os funcionários por parte da diretoria e foi considerada positiva.

A cúpula alvinegra, é claro, não trabalha com prazos – e tampouco prometeram um dia certo para o dinheiro entrar -, mas afirmaram que buscam resolver esta situação o mais breve o possível.

Não existe tendência para uma possível greve entre os funcionários do Estádio Nilton Santos, já que a equipe é composta por muitas pessoas e uma possível paralisação necessita o consenso de todos – o que, de acordo com a apuração do LANCE!, seria inviável, já que nem todos concordam com a ideia.

O fato é que a situação é preocupante aos funcionários. Ao LANCE!, uma pessoa que trabalha no Estádio Nilton Santos, e pediu sigilo, afirmou que muitos companheiros de trabalho sofrem para quitar o pagamento de seus respectivos alugueis e uma não tem nem como comprar gás para a sua casa.

A reunião, porém, foi considerada positiva por ambas as partes. Não existe uma previsão de pagamento, mas os funcionários ficaram felizes que a diretoria deu uma satisfação, mesmo que apenas internamente. É possível que hajam mais encontros entre funcionários e dirigentes ao decorrer da semana.

Fonte: Terra