O Internacional não irá liberar rapidamente todos os jogadores que voltam de empréstimo. De olho em usar os de maior destaque como ‘moeda de troca’, o Colorado espera as melhores alternativas de mercado.

Entre eles está Gustavo Ferrareis. Negociando com o Botafogo, ele foi um dos destaques da campanha do Figueirense na Série B. Valorizado, poderá até mesmo concretizar o empréstimo, ou valer como argumento para o Internacional conseguir algum reforço.

A ideia do jogador era definir seu futuro até a última sexta. Mas, conforme apurou o UOL Esporte, não houve avanço.

Andrigo está encaminhado com o Ceará. A pedido do técnico Lisca, o meia deixa o Sport. Porém, ainda há possibilidades dentro do Brasil e a finalização do acordo passará pela análise dos elencos dos interessados.

A troca de empréstimos é uma das armas do Inter para conseguir driblar a falta de recursos e reforçar o time.

“O aproveitamento (dos que voltam) pode se dar de várias formas. Alguns deles estamos colocando no mercado, repassando, mas tem outros que a procura é maior e estamos analisando a melhor maneira de aproveitar isso. Talvez possamos compor com algum clube. Estamos segurando alguns jogadores para procurar a melhor opção para o Inter. Talvez se dê dessa forma”, disse o vice de futebol Roberto Melo.

A chance de aproveitamento no próprio Inter é bem menor. Apenas lacunas abertas com saídas podem ser completas por jogadores que voltam de empréstimo, e ainda na frente deles há os jogadores egressos das categorias de base.

A relação dos atletas que voltam de empréstimo é grande. São 11 jogadores, mais Danilo Silva e Fábio Alemão.

Fonte: UOL