Itália tem de treinar no campo anexo e reclama da organização

Compartilhe:

Será no campo anexo ao Engenhão que a seleção italiana irá treinar até a estreia na Copa das Confederações, contra o México, no próximo dia 16. A Federação Italiana de Futebol se programara para trabalhar no campo do estádio, que está interditado desde março por ameaça de desabamento de parte da estrutura de cobertura, mas foi proibida pelo Comitê Organizador Local. A mudança não agradou.

– Nós fomos comunicados há quatro dias e tivemos de mudar a programação. Não é o que pretendíamos, mas o importante é que seja cômodo para os jogadores e para a imprensa – disse o chefe da delegação Demetrio Albertini, volante da Itália na década de 90 e atual vice-presidente da FIGC, só abaixo do mandatário Giancarlo Abete.

Albertini, no entanto, descarta alterar o local de treinamento da seleção. Não há tempo para isso. Nesta terça-feira, às 15h45, a Itália faz amistoso contra o Haiti, em São Januário. De quarta a sexta-feira, volta a treinar no campo anexo ao Engenhão em dois períodos.

No sábado, haverá reconhecimento do gramado do Maracanã e, no domingo, a estreia contra o México. A delegação italiana desembarcou no Rio na manhã desta segunda-feira e se hospedou em um hotel na Barra da Tijuca. Ainda de manhã, os jogadores foram à praia. Os atacantes Balotelli e El Shaarawy jogaram futevôlei sozinhos. Não havia fãs nem curiosos para incomodá-los. Pelo menos não até a manhã desta segunda-feira.



Fonte: Lancenet!
Comentários