O técnico do Botafogo, Jair Ventura, apontado como principal responsável pela boa campanha dos cariocas no Campeonato Brasileiro, que rendeu ao Alvinegro uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem, mostrou confiança em permanecer no clube em 2017. Cotado para dirigir o Corinthians após a demissão de Oswaldo de Oliveira, ele não vê possibilidade de sair do Rio.

“Já estava tudo apalavrado, agora é só assinar”, afirmou o treinador, em entrevista concedida ao Sportv na tarde desta quinta-feira, em meio ao curso de formação de técnicos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O compromisso, por sinal, é o único motivo pelo qual o filho do ex-atacante Jairzinho ainda não firmou seu novo vínculo por mais dois anos.

“Não tive tempo, acabou a premiação eu vim para o curso. Agora é só botar o preto no branco para o ano que vem”, observou Jair.

Aos 37 anos, o comandante acredita que o elenco atual tem totais condições de repetir o feito de 2016 e, se possível, angariar um título da Libertadores ao final da temporada, ainda inédito na galeria de troféus botafoguenses.

“Eu não levei o time para a Libertadores, não, foram os atletas. Sem eles nada disso seria possível. Para 2017 a gente quer ser melhor. O Botafogo fez um bom ano. É importantíssimo a manutenção do nosso elenco. A filosofia que já foi aplicada fica mais clara quando se tem os mesmos atletas. Além, é claro, de duas ou três contratações pontuais”, encerrou.

Fonte: Gazeta Esportiva