A vitória por Jefferson, que chegou até a estar no discurso dos jogadores do Botafogo, não veio nesta quarta-feira, diante do Ceará, em duelo válido pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. O placar ficou no frustrante 0 a 0, e o goleiro falou que um triunfo era obrigação pelas circunstâncias.

– Lamentamos muito não termos vencido hoje (quarta-feira). Vencemos o Vasco com uma postura diferente da que vimos nesta noite. Não podemos oscilar no Brasileiro, e em casa tínhamos a obrigação de vencer, com todo respeito ao Ceará – comentou.

Jefferson também manteve o discurso de antes de completar 454 jogos pelo Glorioso, o que o levou ao seguinte feito: tornar-se, de forma isolada, o terceiro jogador que mais vezes vestiu a camisa do clube da Estrela Solitária.

Capitão nesta quarta, em mais uma forma de homenagem, o camisa 1 afirmou que a ficha da marca histórica só cairá após encerrar a carreira, além de admitir que é “um dos últimos românticos do futebol”.

– Creio que sim, só vai cair a ficha quando eu tiver com meus netos. É difícil um jogador permanecer tanto tempo num clube, há poucos exemplos dentro do futebol atual, como Fábio (Cruzeiro). Hoje estamos na atividade e só pensando jogo a jogo. Já estou de olho no duelo contra o Bahia.

Com o empate, o time de Jefferson, chamado por Alberto

Fonte: Terra