Lucas Zen e Bruno (ex-Chapecoense) são examinados em cadeiras de praia no Botafogo – Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Nesta segunda-feira, na reapresentação do elenco alvinegro, os zagueiros Joel Carli e Emerson Silva não foram os únicas novidades. Durante os exames médicos, os jogadores do clube alvinegro viveram uma situação, no mínimo, curiosa, durante os exames médicos. Alguns deles foram examinados em cadeiras de praia.

Como se sabe, o Botafogo – que em 2015 conquistou a Série B – ainda atravessa grave crise financeira. Principal fonte de recursos do clube, a cota de direitos de transmissão de TV destinada ao Botafogo seria de R$ 17 milhões. O prêmio pelo título da Série B pago pela CBF foi de “apenas” R$ 400 mil. Em levantamento realizado no primeiro semestre de 2015, era do alvinegro a maior dívida do futebol brasileiro: R$ 845 milhões. Semana passada, a luz do Engenhão foi cortada. O estádio deve mais de R$ 1 milhão em contas atrasadas de energia e água, que já estava com o fornecimento suspenso. Funcionários foram dispensados do trabalho no estádio.

Ainda na semana passada, o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, reconhecera que a gravidade da crise:

— Teremos os pés no chão, porque é grave a crise. A maior injeção de recursos que o clube terá virá da TV. Além dele, os patrocínios na camisa. A partir do momento que o time conseguir mais patrocínios, maior será o orçamento. Mas podem esperar um Botafogo digno das tradições — prometeu o presidente.

Fonte: O Globo Online