Mais ‘brasileiro’, Seedorf aguarda Maracanã e elogia Seleção

Compartilhe:

Acostumado a analisar os impactos que conquistas costumam causar, Seedorf acredita que o título da Copa das Confederações pode elevar a autoestima do futebol brasileiro e atrair novamente para o país a atenção de investidores internacionais.

Seedorf está cada vez mais ‘brasileiro’

Foto:  Carlos Moraes / Agência O Dia

“A vitória da Seleção valoriza o futebol brasileiro. Havia um pessimismo antes e não está mais dessa forma. A Copa das Confederações não é o torneio mais importante, mas é fundamental para o prestígio e um posicionamento melhor”, avaliou o camisa 10 alvinegro.

Para o holandês, a competição foi um sucesso, apesar de os horários escolhidos para algumas partidas terem prejudicado as seleções europeias.

Ansiedade pelo Maracanã

A diretoria ainda deve aos jogadores um mês de salários, direitos de imagem e premiações pela conquista da Taça Guanabara e do Carioca.

Com a interdição do Engenhão por 18 meses, o clube está tendo que se virar para fazer caixa. Mandar jogos do Brasileirão fora do estado é a principal esperança para tentar equilibrar as finanças. Mas o grande desejo de Seedorf é fazer sua estreia no Maracanã.
Enquanto não sai o acordo entre o Botafogo e o consórcio que vai administrar do estádio, o craque tenta segurar a ansiedade.

“Um estádio grande sem pessoas não adianta. O ambiente interno é que dá vida a ele. Quando começarmos a jogar no Maracanã, espero esse ambiente da Copa das Confederações como vimos neste mês. O clássico é um momento importante do futebol. É uma pena não podermos jogar lá agora. Ainda vamos esperar um pouquinho para entrar no Maracanã”, afirmou.

A expectativa do Alvinegro é mandar de 10 a 12 jogos do Campeonato Brasileiro no principal palco do futebol no país. Seedorf está na expectativa e já vem fazendo até uma contagem regressiva.

Fonte: O Dia Online

Comentários