O volante Matheus Fernandes não esteve com o Botafogo na Colômbia para o duelo diante do Atlético Nacional, em Medellín, válido pela Copa Libertadores e vencido pelos cariocas por 2 a 0, na última quinta-feira. Mas o jogador se mostrou motivado com a possibilidade de disputar a decisão da Taça Rio (segundo turno do Campeonato Carioca) contra o Vasco, neste domingo, às 16 horas, no estádio do Engenhão, no Rio.

“É um título. Vale tudo pra nós. Desde que cheguei no profissional encarei todos os jogos como uma final. Temos que mostrar o nosso melhor. Vai ser um jogo difícil, vamos aguardar para saber quem começa, mas tenho certeza que quem jogar vai deixar o máximo para conquistar a Taça Rio”, afirmou o jogador, em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

Matheus Fernandes, de 18 anos, contou que ficou tenso ao assistir pela TV a partida do time botafoguense contra o Atlético Nacional. O volante aprovou a atuação da equipe carioca “Não tive contato com quem jogou, mas fiquei muito nervoso em casa. Às vezes faço até o movimento do chute (risos). Gostei da postura do time. Temos essa marca, de entrega e superação”, analisou.

Uma parte da delegação botafoguense permaneceu na Colômbia, de onde embarcou – nesta sexta-feira – para Guayaquil, no Equador, onde o time vai enfrentar o Barcelona local, na próxima quinta, em jogo pela terceira rodada do Grupo 1 da Libertadores. O restante do elenco volta junto com o técnico Jair Ventura para o Brasil.

O treinador do time alvinegro deverá utilizar somente alguns dos principais jogadores do elenco no clássico contra o Vasco. Mas a separação entre reservas e titulares não incomoda os demais jogadores. “O Jair fala que temos que ganhar. Não importa o jogo No mundo do futebol isso é muito importante. É uma final, vamos pra vencer, com força máxima. Eu considero todo mundo titular. Todos treinam com a mesma força para chegar bem nestes momentos”, destacou Matheus Fernandes.

Fonte: O Dia Online