Dentro de campo, a equipe do Botafogo pode ter ficado no empate com a Chapecoense, mas o clube conseguiu uma grande conquista fora das quatro linhas. Antes da bola rolar para a partida contra a equipe catarinense, na última segunda-feira, pelo Campeonato Brasileiro, o departamento jurídico conseguiu, junto à Prefeitura do Rio de Janeiro, a prorrogação da concessão do Estádio Nilton Santos por mais três anos e oito meses.

Desta forma, o Botafogo renovou a concessão para utilizar a arena até abril de 2031. Inicialmente, este contrato teria fim até 2027. O Glorioso alegou o pedido de prorrogação baseado no tempo que o Estádio Nilton Santos ficou inativo por conta das obras para os Jogos Olímpicos, realizados em 2016, na Cidade Maravilhosa. A notícia foi dada primeiramente pelo “Globo Esporte” e confirmada pelo LANCE!.

– Já era de se esperar. Nós pedimos isso ao prefeito Marcelo Crivella, entramos com um ofício pedindo a ele essa prorrogação de mais três anos e oito meses. Era necessário para que tivéssemos justiça pela não utilização do estádio. Depois de correr os trâmites normalmente na prefeitura esse tempo foi concedido – afirmou Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo, de forma exclusiva para o LANCE!.

O Botafogo não pôde utilizar o estádio por conta de reformas do dia 23 de março de 2013 ao dia 14 de novembro de 2016. O departamento jurídico fez o pedido de renovação baseado em uma relação de compensação pelo tempo que o Nilton Santos ficou parado e foi prontamente atendido.

– Foi o período exatamente da reforma e da Olimpíada. Nós pedimos a volta desse prazo para ser acrescentado, já que nós não usamos o estádio. Foi uma compensação. Mostramos a negociação ao prefeito, que entendeu toda a secretaria de patrimônio, todos os documentos comprovam que nosso pedido procedia. Foi concedido mais três anos e oito meses – completou Mufarrej.

Com toda a papelada já confirmada, o presidente Nelson Mufarrej afirmou que possui o desejo de assinar o novo contrato ao lado de Marcelo Crivella. A assinatura depende da agenda do prefeito do Rio de Janeiro, mas não deve demorar a acontecer.

– A assinatura vai acontecer ainda essa semana. Quero fazer isso ao lado do prefeito e do secretário. Pode ser aqui no Nilton Santos, General Severiano ou até no Palácio Guanabara – finalizou o presidente do Glorioso.

Fonte: Terra