Em novembro, ao final da disputa do Torneio Otávio Pinto Guimarães, em que o Botafogo se sagrou campeão com vitória por 7 a 1 sobre o Friburguense, o meia Leandrinho recebeu contato do presidente Carlos Eduardo Pereira para parabenizá-lo pelo título e para contar uma novidade que fez o jovem atleta ficar ainda mais contente: em 2016, Leandrinho seria aproveitado pela equipe profissional do Fogão.

“Eu estava dentro do campo ainda, comemorando, junto dos jogadores, e o presidente Carlos Eduardo me chamou e me comunicou que eu iria fazer a pré-temporada junto do profissional, que eu seria integrado ao elenco, e que ele queria ser a primeira pessoa a me dar a notícia. Fiquei muito feliz na hora. Eu não sabia de nada. Presidente foi o primeiro a me comunicar. Foi uma surpresa. Esperava uma chance, vinha trabalhando para isso. Mas a gente nunca sabe a hora que ela vai vir. Foi uma surpresa”, explicou o meia.

Ainda no início de 2015, o Botafogo estendeu o contrato de Leandrinho até 2017, aumentando sua multa rescisória. O jovem alvinegro se mostrou satisfeito com o ato do clube carioca, que reconhece seu trabalho. “É muito gratificante. Demonstração que o meu trabalho e o de todos que me cercam tem dado certo. Mostrando que o clube confia em mim, que o pessoal lá de dentro vê algo de especial em mim. Estou bastante ansioso para cumprir esse contrato e até renovar, se for preciso. Estou aí para ajudar, ver se faço uma história bonita no clube”.

Fonte: FutNet