Oswaldo tenta fazer o Botafogo funcionar sem Fellype Gabriel

Compartilhe:

O Botafogo entra em campo nesta quarta-feira para enfrentar o Figueirense, em Volta Redonda, pela Copa do Brasil, no primeiro jogo após a saída de Fellype Gabriel, que se transferiu para o Sharjah FC, dos Emirados Árabes. A ausência será muito sentida pelo técnico Oswaldo de Oliveira, que o considerava o jogador mais importante da equipe no aspecto tático.

– Não tenha dúvida. Taticamente não tenho como esconder isso, apesar de talvez não ser politicamente correto eu dizer. Jogou como primeiro volante, segundo, meia, atacante…. Foi muito importante. Era o jogador em melhor condição que nós tínhamos.

Além de Fellype Gabriel, Oswaldo de Oliveira não tem mais à disposição Andrezinho, que foi para a China, e Jadson, que está no Udinese. Preocupado com a perda de peças, o treinador acredita que um dos riscos é que o time demore para se encaixar novamente.

– Claro que preocupa, a intenção era de que não saísse ninguém. Conseguimos o título do Carioca e um início bom no Brasileiro. Isso se deve ao trabalho com estes jogadores. Pode perder a tenacidade e o equilíbrio. Nem sempre com as reposições vamos atingir o mesmo nível, pode levar mais tempo. Torço para que não saia mais ninguém.

Com a saída de Fellype Gabriel, Vitinho sai na frente para ganhar a vaga. Oswaldo o confirmou na equipe que enfrenta o Figueirense nesta quarta-feira e destacou o esforço do jovem para se adaptar a uma função em que precisa, além de fazer seu papel ofensivo, ajudar na marcação.

– Ele já iniciou várias vezes e vai seguir na função dele. Pelos lados mas chegando na área para finalizar. Ele vai ter participação fundamental na ação defensiva também. Teve bons momentos este ano e tem se esforçado para se adaptar ao que a equipe precisa no aspecto coletivo. A expectativa é de que ele dê continuidade a isso.

Durante a última semana, Oswaldo testou Renato entre os titulares. O técnico acredita que o volante pode se adaptar a mais de uma função no meio de campo, mas, pelo menos por agora, ficará como opção no banco de reservas.

– O Renato treinou fazendo a função do vitinho e do Fellype. Tem muita técnica, qualidade. Posso pensar em tê-lo em funções diferentes.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários