“Fico muito feliz. Esse ano consegui comprovar e confirmar isso. Esse ano foi sensacional. Fico feliz por ter feito gols também. Sei que sou lateral, e o objetivo inicial é defender, mas fazer gols acaba me ajudando. 2016 foi um ano muito proveitoso para mim. Sei que o América-MG foi rebaixado, mas pessoalmente falando foi muito proveitoso”.

Essas foram as primeiras palavras de Danilo Barcelos, em entrevista ao Esporte Interativo, ao ser questionado sobre a temporada que teve atuando pelo América-MG. Embora a equipe mineira tenha sido rebaixada à Segunda Divisão, o lateral esquerdo está satisfeito com o desempenho pessoal.

Mesmo sendo lateral esquerdo,Danilo Barcelos conseguiu balançar as redes dos adversários nove vezes nesta temporada. O jogador, que tem boa estrutura física, pode atuar também no meio de campo. Essa polivalência é vista com bons olhos pelo próprio atleta.

“Futebol hoje é muito moderno. Você jogar em mais de uma posição facilita muito. Claro que você tem que ter um bom desempenho para conseguir chamar a atenção. O futebol moderno necessita de jogadores assim, versáteis. Em todo o clube tem um jogador com essas características. Acho que isso me ajuda. Isso me ajuda a ter ritmo de jogo”.

Os números de Danilo Barcelos pelo América-MG em 2016 (Arte: Esporte Interativo)
Os números de Danilo Barcelos pelo América-MG em 2016 (Arte: Esporte Interativo)

Confira abaixo a entrevista completa com Danilo Barcelos:

O América-MG conseguiu ser campeão Estadual, mas foi rebaixado no Campeonato Brasileiro. Onde a Raposa errou?

O Campeonato Brasileiro é muito diferente do Estadual. Acho que o América-MG sabia disso. O time errou em conjunto. Foi um erro geral. Acho que quando tentamos recuperar já era tarde. No Brasileiro, as equipes precisam de jogadores. Acho que não tem um culpado.

Muitos clubes estão especulando o seu nome. Acha que o seu ciclo no América-MG está chegando ao fim?

São quase sete anos de clube que eu tenho no América-MG. O América-MG nunca vai sair de mim e nem quero que saia. O meu contrato vai até dezembro de 2017. Se eu tiver que sair, espero que seja bom para todos. Tem que ser vantajoso para o América-MG e também para mim. Fico feliz de ter marcado o meu nome na história do América-MG. São muitos anos defendendo as cores desse time maravilhoso. Deixo nas mãos de Deus. Eu conheço do carpinteiro à tia da cozinha. Conheço todo mundo. Tudo que eu vivi na minha vida, foi dentro do América-MG. Se eu sair, não vai ser um adeus para nunca mais. Tenho certeza que posso voltar futuramente.

No Rio de Janeiro, a torcida do Botafogo, em redes sociais, pede o seu nome. Já pensou em atuar no futebol carioca?

Já pensei, sim, claro. O futebol carioca é muito forte no cenário nacional. Confesso que não estou sabendo sobre sondagens ou interesses de outros clubes. Mas se eu tiver a oportunidade de vestir a camisa do Botafogo vai ser um prazer. Mas volto a dizer, os assuntos fora de campo deixo nas mãos do meu empresário.

Você defendeu as cores do Sport por dois anos. Acha que um retorno ao Leão seria uma boa opção?

Tive a oportunidade de jogar dois anos no Sport. Fiz muitos amigos. Onde eu passo é assim. Deixo amigos. O Sport é um clube maravilhoso. Lá ganhei dois títulos e tive quase 100 jogos em dois anos. Foi uma passagem muito legal.

Danilo Barcelos nos tempos de Sport (Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press)
Danilo Barcelos nos tempos de Sport (Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press)

Em qual jogador você se espelha?

Marcelo é o cara em que eu me espelho. Hoje ele é o titular absoluto da posição na Seleção. Além de estar vestindo a camisa do Real Madrid, um dos maiores clubes do mundo, por dez anos. Gosto muito do futebol dele.

Por falar em Seleção. Sonha em vestir a amarelinha um dia?

Claro que sim. Acho que não só eu, mas todo jogador certamente pensa assim. é o meu objetivo e vou procurar fazer por onde.

Fonte: Esporte Interativo