Em entrevista ao Globoesporte.com, o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, evitou entrar em nova polêmica ao comentar a entrevista do ex-volante Túlio, que rebateu o dirigente em relação às críticas de “chorão” e de querer furar o Ato Trabalhista.

– A viabilidade do Botafogo depende do Ato Trabalhista e está cumprindo com todas as suas obrigações. Confio no nosso departamento jurídico para reverter esta situação – afirmou o presidente ao site.

Fonte: Globoesporte.com