Após apresentar um desempenho defensivo preocupante, o Botafogo animou a torcida ao conquistar o título estadual e jogar bem contra o Palmeiras, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Mas qual a expectativa mais realista para um time que teve perdas e passou por mudanças e traumas recentemente. O técnico Alberto Valentim diz não fazer projeções longas.

– No Brasileiro, a gente vai jogo a jogo, é outro tipo de campeonato. São 38 finais de verdade. Você vai crescendo, se preocupando a cada jogo – explica o treinador, que admite a satisfação pelo desempenho de seus comandados no último jogo.

– Começar bem o Brasileiro era importante. A gente queria uma vitória, principalmente contra um favoritíssimo ao título. Ela não veio, mas nos deixou feliz a atuação. Batemos de frente com uma grande equipe – analisa.

Na redação do LANCE!, os palpites são de uma posição intermediária na tabela, ao fim da competição. Dentre os que responderam à enquete, a pior previsão foi o 12º lugar. A melhor, o oitavo.

Confira abaixo algumas opiniões

Bernardo Cruz, editor do diário LANCE!:
“O Botafogo tem um elenco limitado, que precisa de reforços para sonhar mais alto. No momento, é time para meio de tabela, sem muitos sustos quanto a um rebaixamento, por exemplo.”

Cesar Guimarães, editor do diário LANCE!:
O Botafogo tem uma característica rara entre os clubes de futebol: conhece os seus limites. Por isso, não vai se expor quando não puder e será abusado quando der. Esse fator pode levar o time bem longe no Campeonato Brasileiro.

Cesar Guimarães, editor do diário LANCE!:
Não tem elenco para sonhar alto. Pode, no máximo, ir até a metade da tabela. Claro que tudo é teoria. Em 2016, Jair Ventura contrariou todos os prognósticos ao levar o Botafogo à Libertadores.

Aigor Ojêda, editor do site do LANCE!
O Botafogo tem carências no elenco. Sem tantas opções, Alberto Valentim vai encontrar dificuldades durante a campanha. Difícil imaginar que dispute as primeiras posições.

Fonte: Terra