Nesta semana, Rafael renovou o contrato com o Lyon até meados de 2021. Portanto, é natural que o lateral-direito não esteja planejando a sua carreira com afinco no momento, correto? Errado. Torcedor assumido do Botafogo, ele revelou que há “grandes chances” de vestir a camisa do Glorioso em seguida.

– Penso em ir para o Botafogo. Assisto a todos os jogos. Não sei quando, mas há grandes chances de acontecer (a ida para o Glorioso) em 2021, porque se ficar para depois, vou ficando mais velhinho. Também não quero ir para o Botafogo só para jogar de bengalinha. Tem grandes chances, nunca sabemos, porém a vontade é grande de jogar no Fogão – disse Rafael, em entrevista ao Canal do TF, do jornalista Thiago Franklin, no YouTube (assista na íntegra).

Aos 28 anos, Rafael foi revelado pelo Fluminense e chegou ao Lyon em 2015, quando deixou o Manchester United – onde desembarcou no distante ano de 2008. No clube francês, cabe destacar, o lateral já atuou em 117 partidas.
Por mais que esteja na Europa há tanto tempo, Rafael mostrou que de fato está acompanhando o Glorioso de longe ao elogiar o trabalho de Eduardo Barroca, que tem tentado implantar um perfil de mais posse de bola no time e, em três jogos pelo Campeonato Brasileiro, venceu – e convenceu – duas vezes.

– Eu avalio que o trabalho é muito bom. Sou a favor do futebol bem jogado, mesmo com as limitações, não importa, eu sei que todos os times têm as suas limitações, porém não podemos se apegar a isso. É preciso fazer com que as limitações virem um bom futebol. Eu quero ganhar sempre, mas, como torcedor, é bom ver um futebol bonito. Espero que o Barroca continue assim. O futebol brasileiro perdeu um pouco disso – analisou, completando:

– Por tanto tempo, eu vi o Botafogo jogando um futebol que às vezes você olha e perde a vontade. Mas, quando se é derrotado e o time joga um futebol bem jogado, você fica mais feliz. O Barroca está tentando implantar a sua maneira de jogar, e o início está sendo bom, com resultados positivos. É importante também que, caso não aconteça um resultado bom, a torcida permaneça com ele, que é só assim que as coisas vão melhorar.

Por fim, sobre o Botafogo como temática, Rafael projetou um Alviengro num futuro breve com ele, Fábio, o seu irmão gêmeo, que hoje pertence ao Nantes-FRA e também é botafoguense, e Marcelo, astro do Real Madrid e outro alvinegro confesso, atuando no mesmo time.

– Isso é moleza. Marcelo é um meia natural, pela qualidade que ele tem. Coloca meu irmão na (lateral) esquerda, ou na volância, e eu na (lateral) direita, ali atrás, só dando aqueles carrinhos que eu gosto (risos) e uns cruzamentinhos de vez em quando… Esse aí vai ser um timaço! Tomara que aconteça, quem sabe? – finalizou Rafael.

Fonte: Terra e Canal do TF