O Botafogo segue em busca de um novo camisa 9. Depois de Roger ter a saída confirmada para o Internacional, a busca por um atacante se tornou obsessão em General Severiano. Após estudar algumas alternativas, a diretoria alvinegra estipulou uma prioridade: Rafael Moura, que tem contrato com o Atlético-MG até dezembro e não ficará em Belo Horizonte.

O Alvinegro já fez os primeiros contatos e recebeu sinal verde por parte do staff do jogador. O Atlético-MG não deve oferecer contrato de renovação, e a diretoria do Botafogo espera definir a situação com He-Man após o Campeonato Brasileiro e antes do fim de 2017. Aos 34 anos, o atleta tem passagens pelo Rio de Janeiro, onde defendeu o Fluminense.

Além de Rafael Moura, outros nomes estão em pauta no Botafogo. O atacante Santiago Tréllez, que disputa o Campeonato Brasileiro pelo Vitória, foi oferecido e o nome agradou a comissão técnica. Entretanto, esta é considerada uma negociação mais complicada, já que o atleta tem contrato com o clube baiano por mais uma temporada e teria que haver uma compensação financeira. O que também atrapalha o negócio é o fato de outros clubes terem manifestado interesse no colombiano.

A lista de desejos do Botafogo ainda tem Bergson, do Paysandu, e Gilberto, de saída do São Paulo. O interesse na dupla, porém, esfriou nos últimos dias por conta da pedida salarial. O artilheiro da Série B está valorizado e pretende receber um salário parecido ao que Roger tinha. O ex-são-paulino tem nome ainda mais pesado no cenário e custo ainda maiores. Além disso, ele tem como prioridade o exterior, e seu nome foi praticamente descartado em General Severiano.

Fonte: Esporte Interativo