Rival indigesto pro Timão, Bota espera manter bons números

Compartilhe:

No Botafogo, o discurso é de total respeito ao Corinthians, adversário da estreia no Brasileiro e que é atual campeão da Libertadores e Mundial. Os números do Glorioso contra o rival, no entanto, são animadores. A equipe carioca não perde para o Timão na competição desde o primeiro turno de 2006, quando foi batida por 1 a 0, no Pacaembu. Nas últimas 11 partidas, houve seis empates e cinco vitórias para o Bota.

O zagueiro Antônio Carlos fez muitos elogios aos corintianos, mas disse estar confiante em mais um bom resultado. Os times se enfrentam neste sábado, às 21h (de Brasília), no Pacaembu.

– O Corinthians tem muitas peças de reposição, é um time experiente e acostumado a ganhar. Nos últimos jogos, fizemos bons resultados. Taticamente é um time forte, que tem ajuda na marcação dos homens de frente. O cérebro é o Danilo. Vamos ter dificuldades, mas estamos bem confiantes.

O lateral-esquerdo Julio Cesar, que retorna ao time depois de se recuperar de um problema na panturrilha direita, também considera o duelo com o Corinthians como uma decisão e, assim como Antônio Carlos, está confiante em um bom desempenho do Bota.

– O Corinthians dispensa apresentações. Será um jogo duríssimo, de cara já temos uma decisão, mas o Brasileiro é assim. Sabemos que eles vão brigar lá em cima. Vamos com espírito de decisão e sabemos que podemos conseguir um bom resultado.

O Bota tem conseguido boas estreias nos últimos Brasileiros. Desde 2004, quando voltou para Série A, o time perdeu apenas duas vezes na primeira rodada: 4 a 1 para o Goiás em 2004 e 1 a 0 para o Palmeiras em 2011.

– Nós queremos começar bem, assim como nos últimos anos. Ao meu ver, nosso início será mais complicado, contra times como Corinthians, Santos e Cruzeiro. Vamos ter dificuldades nestes jogos, mas vamos tentar somar o maior número de pontos para termos tranquilidade na parada (para Copa das Confederações).

Por causa de salários atrasados, o elenco do Botafogo se recusou a viajar nesta sexta-feira para São Paulo e se concentrar. Os jogadores desejam embarcar apenas no sábado, dia do jogo. A diretoria ainda tenta inverter a situação.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários