Seedorf tem 2ª férias prolongadas e acumula 14 folgas extras

Compartilhe:

 O período com problemas particulares a serem resolvidos na Holanda prolongou pela segunda vez as férias de Seedorf em 2013. Antes, ele já havia ficado de fora por dez dias durante a pré-temporada, quando enfrentou dificuldades de saúde em sua família. Ao todo, o camisa 10 já acumulou 14 folgas extras em relação aos demais companheiros de Botafogo.

Após a vitória sobre a Ponte Preta, no dia 8 de junho, os jogadores ganharam dez dias de folga por causa da disputa da Copa das Confederações. O elenco do Botafogo se reapresentou na última terça-feira, mas Seedorf permaneceu na Holanda. O caso foi tratado com mistério e ainda não se sabe o que motivou suas quatro faltas em treinos do Alvinegro.

Oficialmente, o Botafogo diz que Seedorf foi liberado pela diretoria e que tinha permissão para ficar o tempo que fosse necessário já que existe uma relação de confiança entre as partes. Nem mesmo o clube sabia ao certo por quanto tempo o jogador ficaria ausente. Somente no fim de semana a diretoria foi avisada sobre sua participação na atividade desta segunda. Procurado pela reportagem do UOL Esporte, o atleta preferiu não se pronunciar.

As faltas não são uma novidade para Seedorf no Botafogo. No início do ano, durante a pré-temporada, todos os atletas se reapresentaram normalmente, enquanto o holandês ficou mais dez dias em férias prolongadas. A situação foi explicada mais tarde. O avô do camisa 10 estava muito doente e faleceu em seguida.

Assim, Seedorf ficou de fora da estreia do Botafogo nesta temporada. Sua primeira partida em 2013 foi contra o Macaé, na 5ª rodada da Taça Guanabara. Na oportunidade, o jogador marcou três gols e comandou o triunfo da equipe por 3 a 1. Mais tarde teve papel decisivo na conquista do Carioca, sendo eleito o craque da competição.

A comissão técnica quis evitar um pré-julgamento do elenco e teve uma conversa com os jogadores sobre o assunto. Os atletas alegam ter entendido a situação e apontam o profissionalismo de Seedorf como fator decisivo para que o holandês se mantenha em forma, mesmo longe do Botafogo.

“Se ele foi liberado é porque tem que resolver assuntos na Holanda. Ocorreu isso duas vezes neste ano, mas vamos continuar trabalhando normalmente. É um jogador que tem uma parte física muito boa, não perde muito. Estamos conscientes de que temos que fazer o nosso melhor e agora ele vai poder dar sua contribuição”, disse Renato, um dos jogadores mais experientes do elenco.

Seedorf terá oito dias de treinamento para confirmar sua participação diante do Figueirense, no dia 3 de julho, pela terceira fase da Copa do Brasil. A comissão técnica está confiante em sua utilização, já que o holandês manteve a forma com uma cartilha enviada pelo Botafogo. A expectativa é que ele treine normalmente com o restante do elenco nesta terça-feira, após ficar apenas na academia na segunda.

Fonte: UOL

Comentários