Nesta sexta-feira tem treino pra lá de peculiar do Botafogo no Engenhão, às 8h30m. Em campo, os jogadores que não viajaram para a Colômbia e para o Equador pela Libertadores, e que se preparam para a final da Taça Rio, contra o Vasco, no domingo. Não completam duas mãos, já que apenas oito atletas têm condições de jogo e estão inscritos no Campeonato Carioca: os zagueiros Renan Fonseca e Kanu, os meias Matheus Fernandes e Yuri, e os atacantes Joel, Renan Gorne, Pachu e Vinícius Tanque.

Com nem um time inteiro disponível, o Botafogo provavelmente terá que rever seus planos de trazer apenas sete jogadores de volta da Colômbia hoje (NOTA DA REDAÇÃO: O Botafogo já definiu que serão nove). O restante do grupo segue para treinamento no Equador até quinta, quando enfrenta o Barcelona de Guayaquil. Se só sete retornarem, o Botafogo corre risco de ter apenas 14 jogadores disponíveis, e disputar uma decisão com apenas três atletas no banco.

Outra alternativa é a esperança de que alguns contundidos se recuperem a tempo de enfrentar o Vasco no domingo, às 16h, no Engenhão. Ao todo, também oito jogadores se recuperam de algum problema físico, mas só sete estão incritos no Estadual (o goleiro Jefferson ficou de fora da lista). Os laterais Luis Ricardo, Marcinho e Jonas, e o meia Gustavo Bocheca só voltariam mesmo por um milagre: a previsão de retorno não é nem para as próximas semanas.

As esperanças mais realistas seriam as voltas precipitadas de Marcelo, Airton e Montillo para compor o elenco para a grande final. No entanto, cabe lembrar que os três são titulares e, se tiverem condições de jogo, podem ser poupados para quinta-feira, data do jogo pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores. Uma alternativa é deixá-los entre os suplentes, sem entrar sob nenhuma hipótese, apenas para compor elenco.

Fonte: Extra Online